Itabuna: Filha esconde gravidez da mãe, toma remédio e aborta em banheiro de hospital

Itabuna: Filha esconde gravidez da mãe, toma remédio e aborta em banheiro de hospital

Um fato chocou funcionários que davam plantão desse domingo (10), no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna. Queixando de uma intensa dor de barriga, uma jovem de 19 anos procurou atendimento médico, acompanhada da mãe. Enquanto aguardava ser chamada, Jassiara Silva Santos foi ao banheiro e, logo em seguida, um funcionário da unidade descobriu um feto dentro do vaso sanitário. A paciente havia acabado de abortar o bebê que esperava e, ao que tudo indica, pretendia sair, sem que ninguém descobrisse seu ato. Questionada, a jovem ainda tentou se eximir da culpa, alegando que não sabia da gestação. A mãe da paciente, no entanto, não acreditou na versão da filha e pediu que o médico a examinasse. O aborto foi constatado. Jassiara havia tomado remédio para expelir o feto. Para evitar uma infecção, ela foi submetida a um procedimento de curetagem e, em seguida, liberada. A mãe, revoltada com a situação e a vergonha a que foi exposta, chegou a bater na filha enquanto deixavam o hospital.

Compartilhe
Previous Índia proíbe publicidade de preservativos na TV durante o dia
Next Joaquim Barbosa encontra deputados para discutir cenário eleitoral

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Fábio Ramalho diz que MP do Refis será votada na quarta

Presidente em exercício da Câmara, o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG) afirmou nesta terça-feira (19/9) que pautará para esta quarta-feira (20) a votação no plenário da Casa da medida provisória (MP)

Política

VÍDEO. Falcatrua? “Empresa que teria comprado a Cesta do Povo por R$15 milhões tem capital Social de 500 reais” revela João Gualberto

Durante evento no Hotel Fiesta, no Itaigara, em Salvador, na manhã desta sexta-feira(25), o deputado federal João Gualberto(PSDB), durante seu discurso que anunciou a retirada da pré-candidatura ao governo do

Notícias

Após veto de Trump, Canadá convida transgêneros ao alistamento militar

Pouco depois do anúncio feito pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que proibirá a entrada de transgêneros nas Forças Armadas do país, os militares canadenses responderam à decisão.