Copom define hoje nova taxa básica de juros

Copom define hoje nova taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) volta a se reunir hoje (6), com a expectativa de redução da taxa básica de juros, a Selic. A primeira parte da reunião, a última de 2017, foi realizada ontem (5) e nesta quarta-feira, por volta das 18h20, será divulgada a decisão da diretoria do BC.

A taxa básica de juros poderá chegar ao menor nível da história. Com a inflação mais baixa, a expectativa de instituições financeiras é de que a taxa seja reduzida de 7,5% para 7% ao ano.

Se a expectativa se confirmar, será o décimo corte seguido na taxa básica. Em outubro, o Copom reduziu, por unanimidade, a Selic em 0,75 ponto percentual, de 8,25% ao ano para 7,5% ao ano. Com essa redução, a taxa se igualou ao nível de maio de 2013.

De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano, o menor nível da história, e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015, patamar mantido nos meses seguintes. Somente em outubro do ano passado, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia.

A expectativa do mercado financeiro é de que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), termine este ano em 3,03%, quase no piso da meta (3%). Essa meta tem como centro 4,5%. Para 2018, a previsão é de que a inflação fique um pouco maior, mas ainda abaixo do centro da meta, em 4,02%.

A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia.

Compartilhe
Previous Governistas trabalham para aprovar a reforma da Previdência na próxima semana
Next Câmara aprova MP que desonera investimentos na exploração de petróleo e gás

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Economia

Meirelles: parte da diferença no Orçamento será cumprida com cortes e tributos

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o rombo identificado no orçamento deste ano, de cerca de R$ 58,2 bilhões – para além do déficit já previsto de R$

Notícias

Parlamentares lançam frente contra jogos de azar

Nesta quinta-feira (9/11) o deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) lançou a frente parlamentar mista contra a legalização dos jogos de azar no país, prevista em dois projetos de lei

Notícias

Janot pede arquivamento de inquéritos contra parlamentares na Lava Jato

O procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que arquive cinco inquéritos derivados das delações da empresa Odebrecht, envolvendo cinco parlamentares. As investigações envolviam os