Rebeldes anunciam morte de ex-presidente do Iêmen

Rebeldes anunciam morte de ex-presidente do Iêmen

O Ministério do Interior do Iêmen, controlado pelos rebeldes houthis, anunciou nesta segunda-feira (04/12) a morte do ex-presidente Ali Abdullah Saleh, até poucos dias atrás um aliado dos rebeldes e a quem a nota oficial se refere como “o líder da traição”.

Em entrevista à emissora Al Masirah, funcionários do ministério disseram que Saleh morreu em meio aos enfrentamentos com combatentes houthis na capital, Sanaa. Também um representante do governo internacionalmente reconhecido do Iêmen confirmou a morte de Saleh, em declarações à agência de notícias AP.

Membros do partido de Saleh também confirmaram a morte do ex-presidente, em declarações à emissora árabe Al Arabiya. Imagens na internet supostamente mostram o corpo do presidente, mas não há confirmação oficial.

No sábado foi rompida a aliança entre os houthis e as forças leais a Saleh, que lutavam juntos contra o presidente Abd Rabbuh Mansur al-Hadi, depois de Saleh se declarar disposto a abrir “uma nova página” com a coalizão liderara pela Arábia Saudita e que apoia Hadi, desde que esta parasse de atacar o Iêmen e encerrasse seu embargo. A coalizão e o governo de Hadi saudaram o anúncio, mas os houthis acusaram Saleh de traição.

Saleh, de 75 anos, governou o país por mais de três décadas e conduziu diversas guerras contra os houthis. Ele foi forçado a renunciar em 2012, em consequência da Primavera Árabe, e formou uma surpreendente aliança com o grupo rebelde xiita depois que este tomou Sanaa, no fim de 2014.

Compartilhe
Previous Tribunal nega habeas corpus ao presidente do PR
Next Aleluia: Otto precisa cobrar de Rui política eficiente de segurança

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Sérgio Sá Leitão é nomeado ministro da Cultura

A nomeação de Sérgio Sá Leitão para o comando do Ministério da Cultura está publicada na edição desta terça-feira (25) do Diário Oficial da União. A cerimônia de posse do novo

Notícias

Oito em cada 10 brasileiros não seguem orientação religiosa ao votar

Oito em cada dez brasileiros não seguem seus líderes religiosos na hora de apertar o botão nas urnas. A pesquisa foi feita pelo Datafolha e divulgada nesta segunda-feira (23) no

Política

Câmara lamenta naufrágio e se solidariza com familiares das vítimas

O presidente Leo Prates, da Câmara Municipal de Salvador, lamentou o trágico naufrágio da lancha Cavalo Marinho 1, que causou 22 vítimas fatais, segundo a Marinha do Brasil, durante travessia