Quase 1 bilhão de pessoas no mundo vivem sem eletricidade, diz a ONU

Quase 1 bilhão de pessoas no mundo vivem sem eletricidade, diz a ONU

Quase 1 bilhão de pessoas no mundo todo vivem sem eletricidade atualmente e estima-se que cerca de 780 milhões delas podem permanecer fora da rede elétrica até 2030, alertaram nesta terça-feira (5/12) as Nações Unidas durante a Assembleia Ambiental (UN Environment Assembly – UNEA-3), realizada em Nairóbi, no Quênia.

A ONU afirmou que nos últimos anos a situação melhorou porque se proliferaram pequenos sistemas de energia solar distribuída a clientes de baixa renda na África e na Ásia, onde vivem pelo menos 95% da população mundial sem eletricidade. Também houve avanços significativos ultimamente, como implementações bem-sucedidas de produtos solares com baterias melhoradas, menores custos de capital, financiamento acessível e fácil acesso a esquemas de pagamento por uso.

Com as políticas e regulações corretas, a energia solar descentralizada pode ser fundamental para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentado sobre acesso universal a serviços de energia moderna, acessível e confiável, e a erradicação da pobreza, destacou o relatório Fronteiras, apresentado hoje na UNEA-3 a líderes políticos e da sociedade civil de todo o mundo, que se reúnem até amanhã em Nairóbi com o objetivo de conseguir um acordo para uma “poluição zero”.

O compromisso da UNEA-3 é criar consciência e encontrar soluções para o impacto que a poluição tem sobre a vida do ser humano. A ONU convoca os líderes ambientais para prevenir um dano que ainda é reparável, mas que precisa de ações “urgentes”.

Compartilhe
Previous Argentina reconhece morte de toda tripulação de submarino Ara San Juan
Next Lucio Vieira Lima pede para ser ouvido pelo STF antes de análise de cautelar

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Geddel admite “mais de dez” ligações a mulher de Funaro em um ano

O ex-ministro nos governos Dilma e Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), negou, “com veemência”, ter pressionado delatores ou embaraçado a Justiça, durante audiência de custódia de sua prisão, realizada nesta

Mundo

Atentado em Londres deixa quatro mortos; suposto autor é abatido

Quatro pessoas foram mortas em um atentado terrorista em Londres nesta quarta-feira, onde um homem usou um carro para atropelar três pessoas e esfaqueou um policial, aos pés do Big

Política

“Quadrilhão do MDB”: 42 testemunhas devem ser ouvidas em inquérito

O juiz da 12ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, Marcus Vinicius Reis, atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) e autorizou os depoimentos de 42 pessoas no