‘Heterossexual está virando minoria’, afirma ministro do STJ

‘Heterossexual está virando minoria’, afirma ministro do STJ

O Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio Noronha afirmou nesta segunda-feira que o heterossexual vai precisar reivindicar direitos porque está se tornando minoria no Brasil. A declaração polêmica do ministro e atual corregedor nacional de Justiça foi dada durante um seminário realizado no Superior Tribunal.

Segundo o magistrado, os juízes não devem ser pautados apenas por minorias. “Hoje o nosso juiz constitucional não pode ser pautado pelas minorias só. Aliás, eu já vi que quero meus privilégios porque o heterossexual agora está virando minoria. Não tem mais direito nenhum. Estamos criando isso”, afirmou, em tom de brincadeira, durante evento promovido pelo tribunal para discutir o ativismo judicial.

O magistrado disse também que o Congresso não se perdeu por causa da corrupção. “Se tem deputado, senador, sendo processado, essa é outra questão. Mas o poder de julgar do Congresso não se perdeu por causa de corrupção de um ou outro. É um poder que está na Constituição e é consagração do princípio democrático”, disse Noronha.

Compartilhe
Previous Conselho de Ética volta a discutir representações contra deputado Wladimir Costa
Next Coronel chama Manuela D'Ávila de futura presidente da República

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

‘O Janot sabe tudo. A turma já falou para o Janot’, disse Joesley

“O Janot sabe tudo. A turma já falou para o Janot.” Em um dos trechos da conversa entre Joesley Batista e seu lobista Ricardo Saud, o dono da J&F sugere

Política

Parlamentares do ‘Centrão’ abandonam Alckmin e passam a apoiar Jair Bolsonaro

A quatro dias da eleição, aliados do candidato do PSDB à Presidência Geraldo Alckmin, passaram a apoiar de forma explícita a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). Parlamentares do Centrão –

Política

Procuradoria eleitoral quer barrar carreata pró-Bolsonaro em Salvador

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia, ajuizou pedido de providências para que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) determine a suspensão da carreata em