‘Heterossexual está virando minoria’, afirma ministro do STJ

‘Heterossexual está virando minoria’, afirma ministro do STJ

O Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio Noronha afirmou nesta segunda-feira que o heterossexual vai precisar reivindicar direitos porque está se tornando minoria no Brasil. A declaração polêmica do ministro e atual corregedor nacional de Justiça foi dada durante um seminário realizado no Superior Tribunal.

Segundo o magistrado, os juízes não devem ser pautados apenas por minorias. “Hoje o nosso juiz constitucional não pode ser pautado pelas minorias só. Aliás, eu já vi que quero meus privilégios porque o heterossexual agora está virando minoria. Não tem mais direito nenhum. Estamos criando isso”, afirmou, em tom de brincadeira, durante evento promovido pelo tribunal para discutir o ativismo judicial.

O magistrado disse também que o Congresso não se perdeu por causa da corrupção. “Se tem deputado, senador, sendo processado, essa é outra questão. Mas o poder de julgar do Congresso não se perdeu por causa de corrupção de um ou outro. É um poder que está na Constituição e é consagração do princípio democrático”, disse Noronha.

Compartilhe
Previous Conselho de Ética volta a discutir representações contra deputado Wladimir Costa
Next Coronel chama Manuela D'Ávila de futura presidente da República

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Geddel admite “mais de dez” ligações a mulher de Funaro em um ano

O ex-ministro nos governos Dilma e Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), negou, “com veemência”, ter pressionado delatores ou embaraçado a Justiça, durante audiência de custódia de sua prisão, realizada nesta

Cotidiano

ACM Neto lança terceiro eixo do programa Salvador 360 nesta segunda

O prefeito ACM Neto lança nesta segunda-feira (17), às 10h, no Hotel Fiesta, o terceiro eixo do programa Salvador 360, chamado de Investe. Trata-se do eixo destinado aos investimentos públicos,

Política

“O Brasil precisa de uma intervenção popular”, afirma senadora Lídice

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) disse neste sábado (30), em Feira de Santana, município a 108km de Salvador, que o Brasil precisa de uma intervenção popular. A parlamentar baiana