Marinha da Argentina desiste de busca por sobreviventes em submarino

Marinha da Argentina desiste de busca por sobreviventes em submarino

A Marinha da Argentina informou nesta quinta-feira (30) que continuará com as buscas pelo submarino ARA San Juan, desaparecido há 15 dias, mas não com o resgate. O tempo de possível sobrevivência dos 44 tripulantes que estavam na embarcação chegou ao dobro do previsto.

“A integração dos recursos SAR [busca e resgate] disponíveis nacionais, internacionais, estatais e particulares em rede de cooperação destinada à proteção de vidas humanas não encontrou evidência alguma do naufrágio nas áreas exploradas”, afirmou o capitão e porta-voz da Marinha, Enrique Balbi.

Questionado se, desta forma, as autoridades descartam encontrar sobreviventes, Balbi ressaltou que “até que não haja a localização” do submarino, não será dada uma “confirmação categórica” a respeito. Alertou, no entanto, que “já se passou o dobro do tempo das possibilidades de resgatá-los”.

O Ministério da Defesa e a Marinha continuarão agora com a fase seguinte, que compreende a busca do San Juan no fundo do Oceano Atlântico.

 

Compartilhe
Previous Itiruçu: Polícia Militar apreende maconha transportada em ônibus, na BA-250, e três são presos
Next Desemprego levará 2 anos para voltar à taxa de 2016

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

STF nega pedido de Cpor relatoria de Gilmar em inquérito

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, negou um pedido da defesa do senador Aécio Neves (PSDB-MG) para que um dos inquéritos contra ele na Corte fosse

Mundo

Políticos da oposição voltam a ser detidos na Venezuela

O Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin) da Venezuela voltou a deter na madrugada desta terça-feira (1º) os políticos opositores Leopoldo López e Antonio Ledezma, que estavam em regime de prisão

Municípios

Criança de nove anos morre atropelada por carro em Porto Seguro

Um acidente na noite desta terça-feira (10) deixou comovida a comunidade do bairro Parque Ecológico, na cidade de Porto Seguro. O jovem Pedro Henrique Gonçalves Santana, de nove anos, morreu