Salvador: PPA 2018-2021 é aprovado na Câmara

Salvador: PPA 2018-2021 é aprovado na Câmara

Por 27 votos a 8, a Câmara Municipal aprovou com nove emendas, nesta quarta-feira (29), o Projeto de Lei nº 452/2017, que institui o Projeto de Plano Plurianual (PPA) 2018-2021. De autoria do Poder Executivo, a matéria efetiva o planejamento estratégico da Prefeitura de Salvador para os próximos quatro anos e norteia diretrizes para investimentos na ordem de R$ 33,9 bilhões.

Deste total, R$30,2 bilhões são orçamentários e R$3,7 bilhões são extraorçamentários. De acordo com o projeto aprovado, os recursos considerados livres alcançam R$12,9 bilhões.

Para as áreas de saúde e educação, serão disponibilizados, respectivamente, R$5,8 bilhões e R$4,9 bilhões, legalmente vinculados e/ou captados mediante convênios e operações de créditos.

O presidente do Poder Legislativo, vereador Leo Prates (DEM), destacou a legalidade na tramitação da matéria. “O projeto está na Câmara há quase três meses, desde 31 de agosto. Após passar pela Comissão de Constituição e Justiça, o colegiado de Finanças, Orçamento e Fiscalização teve um prazo ainda maior do que o regimental para fazer a análise. Um dos princípios da nossa gestão é o de discutir amplamente as matérias orçamentárias. Num projeto tão importante para o nosso Município, essa Casa, mais uma vez, não faltou à cidade do Salvador”, afirmou.

Debates

Foram acaloradas as discussões no plenário para a votação do PPA. Das galerias, ambientalistas da União Defensora dos Animais e do Movimento de Integração dos Protetores dos Animais pediram a aprovação da emenda, de autoria do vereador Hilton Coelho (PSOL), que tinha o objetivo de direcionar recursos para a causa animal em Salvador.

Presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, o vereador Tiago Correia (PSDB) recomendou a rejeição da emenda, explicando que o PPA não é a “peça orçamentária adequada” para nortear “a destinação tão específica” de recursos. A orientação do líder do colegiado foi seguida pela maioria e a emenda foi reprovada pelo plenário.

Aladilce Souza (PCdoB), Edvaldo Brito (PSD), Hélio Ferreira (PCdoB), Hilton Coelho (PSOL), José Trindade (PSL), Marta Rodrigues (PT), Sílvio Humberto (PSB) e Toinho Carolino (PTN) votaram contra o projeto do PPA na segunda discussão. Na primeira, além dos citados, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) também rejeitou a proposta.

Integrante da Comissão de Finanças, Marta Rodrigues argumentou que “não houve mecanismos democráticos de participação popular na elaboração do projeto”.

Já para o líder da bancada do governo, vereador Henrique Carballal (PV), quem se posicionou contrário ao projeto “não está a favor da cidade”.

Detalhes do PPA

O PPA 2018-2021 prevê a captação R$984,1 milhões na forma de convênios. Deste total, R$282 milhões referem-se a transferências para a educação e R$73 milhões serão destinados à saúde, sobretudo, para aplicação em reforma e ampliação de unidades de atendimento.

As operações de crédito serão responsáveis pelo aporte de R$ 2,2 bilhões nos próximos quatro anos. As operações internas vão superar R$1 bilhão, com destaque para os recursos oriundos da Caixa Econômica Federal (R$ 955 milhões) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que será responsável pelo repasse de R$ 101,6 milhões.

As operações de crédito externas alcançarão R$1,2 bilhão, com captação junto a três instituições: o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com montante estimado em R$334,3 milhões; o Banco Mundial, cujo valor alcança R$660 milhões e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), que vai repassar R$190,6 milhões.

Compartilhe
Previous Delator da J&F desafia Funaro sobre dinheiro no bunker
Next Segundo Tesouro, déficit da Seguridade se agrava desde 2007

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Salvador: Gabinete da Prefeitura em Ação atende 3 mil cidadãos em Alto de Coutos

Moradores do Alto de Coutos e de diversas localidades do Subúrbio Ferroviário buscaram, na manhã deste sábado (19), os diversos serviços municipais ofertados por meio do Gabinete da Prefeitura em

Política

“É como se fosse um filho que a gente sonha em ter e que a gente ver agora nascer” diz ACM Neto sobre o Hospital Municipal de Salvador

Em conversa com a imprensa nesta quarta-feira(28), o prefeito ACM Neto(DEM), comentou da satisfação em poder construir em sua gestão um Hospital Municipal de Salvador, em Boca da Mata, região de

Notícias

Senador Cristovam Buarque diz que impeachment de Dilma ‘ficou incompleto’

O senador Cristovam Buarque  (PPS/DF) disse nesta quarta-feira que o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT/RS), consumado em agosto passado,  “ficou incompleto”.  De acordo com o senador, falta afastar do