Alckmin diz que “topa” assumir comando do PSDB em nome de unidade partidária

Alckmin diz que “topa” assumir comando do PSDB em nome de unidade partidária

Após uma reunião de duas horas na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes com o senador Tasso Jereissati (CE), o governador de Goiás, Marconi Perillo e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador Geraldo Alckmin disse que “topa” assumir a presidência do PSDB em nome da unidade partidária.

“Ambos (Tasso e Perillo) disseram que abririam mão (da candidatura à presidência do partido) se eu tivesse disposição de participar do processo de escolha. Eu agradeci a generosidade e o desprendimento de ambos. Se meu nome puder unir o partido, como vigoroso instrumento de mudança para o Brasil, é o nosso dever”, disse Alckmin.

Diante da insistência dos jornalistas sobre se isso significa que aceitaria o cargo, Alckmin respondeu: “Topo”. “Se for esse o caminho para unir o partido, nosso nome está à disposição”, afirmou o governador.

Alckmin também foi questionado sobre sua posição em relação ao desembarque do PSDB do governo Temer. “Minha posição nunca mudou. Sempre achei que não devia ter entrado, mas a decisão majoritária na época foi outra.”

Por fim, o governador afirmou que a executiva do PSDB se reunirá nesta semana para montar uma comissão para organizar as prévias da legenda. Além de Alckmin, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, se apresentou como pré-candidato à Presidência da República.

Compartilhe
Previous Emissora revela última mensagem do submarino argentino desaparecido
Next Alice Portugal aparece mais uma vez como favorita ao Senado

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Homem tem infarto fulminante e morre no aeroporto de Conquista

Um homem, com dados não identificados, faleceu na tarde deste sábado (6) no aeroporto da cidade de Vitória da Conquista. Segundo informações do Blog do Anderson, o passageiro sofreu um

Política

Bolsonaro sobe para 33% e Haddad salta para 16% em nova pesquisa BTG/FSB

Nova pesquisa de intenção de votos divulgada na madrugada desta segunda-feira pelo banco BTG Pactual em parceria com o Instituto FSB traz Jair Bolsonaro (PSL) com 33% das intenções de

Notícias

TSE não pode tomar iniciativa de impedir candidatura de Lula, diz Cármen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, refutou a possibilidade de que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja bloqueada sem que haja contestação