Lula quer disputa presidencial com quem tem “logotipo da Globo na testa”

Lula quer disputa presidencial com quem tem “logotipo da Globo na testa”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou na manhã desta quinta-feira (23/11), que não vê possibilidade de não disputar a Presidência da República nas eleições gerais de 2018. E provocou o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), destacando que tudo o que mais deseja na vida é “disputar (a cadeira presidencial) com alguém com o logotipo da Globo na testa”.

Em entrevista à Rádio 730 AM de Goiás, na manhã desta quinta (23), Lula disse não acreditar em candidaturas outsiders e que gostaria de ver “o que eles querem para o Brasil”. “Ainda não discutimos candidatura, mas a minha disposição é ser candidato e fazer o povo voltar a andar de cabeça erguida. Quem salvou o Brasil uma vez, pode salvar o Brasil de novo”, emendou

Segundo pesquisa, o apresentador Luciano Huck, provável presidenciável, está com uma melhora significativa de imagem nos últimos dois meses. A aprovação ao nome de Huck registrou salto de 17 pontos porcentuais desde setembro, passando de 43% para 60%.

Já a desaprovação caiu de 40% para 32% no mesmo período. Entre os presidenciáveis, o primeiro a aparecer no ranking de aprovação do Barômetro Político, depois de Huck, é Lula, com 43% de avaliação positiva e 56% de negativa, seguido do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa com 42% de avaliação positiva e 41% negativa; Marina Silva (Rede) com 35% positiva e 56% negativa e Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSC) com avaliação positiva de 24%. O governador tucano tem avaliação negativa de 67% e Bolsonaro 60%.

Além de provocar Luciano Huck, Lula diz que estão tentando emplacar na campanha presidencial 2018 o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa. E fazendo uso de suas metáforas futebolísticas, frisou:

“Mas na hora em que o jogo começar, vamos ver quem marca gol.” Sobre o deputado Jair Bolsonaro (PSC), outro presidenciável, o petista disse que ele já tem sete mandatos no Congresso “e tenta dizer que não é político”. E recomendou que o povo observe a vida desses postulantes.

Na entrevista à rádio goiana, o ex-presidente da República criticou mais uma vez o cerco que vem sofrendo da força-tarefa da Operação Lava Jato, dizendo que não se pode pegar um instrumento como a delação premiada e só aceitar se “o Lula for citado”.

“O power point é mentiroso. Não tem nada concreto, sem base jurídica. Uma fantasia do procurador.” E argumentou que a gestão do PT foi a quem mais criou instrumentos de combate à corrupção no Brasil. “Não tem uma lei de combate à corrupção que não tenha sido aprovada no governo do PT. Já cansei de desafiar a Lava Jato a apresentar provas.”

Temer
Indagado sobre o atual governo, Lula reiterou que considera o presidente Michel Temer (PMDB) fraco. “O governo não pode se subordinar tanto. O Congresso adora presidente fraco e o Temer é muito fraco do ponto de vista da opinião pública. E o Congresso aproveita.”

Para o petista, “Temer está atendendo tudo o que um conjunto de deputados quer. Existe articulação política e existe vender a alma ao diabo que é o que o Temer está fazendo.” E diz torcer para o Brasil dar certo porque a economia já chegou ao fundo do poço e quem paga o preço é a população.

Compartilhe
Previous Petrobras anuncia alta de 1,90% no preço da gasolina e queda no diesel
Next Claudia Rodrigues tem infecção no olho e corre risco de ficar cega

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Gilmar absolve ex-secretário de fundação acusado de dispensa ilegal de licitação

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu habeas corpus para absolver Silvestre Selhorst, ex-secretário-executivo da Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência (Fatec), vinculada à Universidade Federal

Política

Maia diz que ficará na disputa pelo Palácio do Planalto até o fim

Os poucos mais de 1% de intenção de votos que apresenta nas pesquisas recentes de popularidade são insuficientes para abalar a autoestima do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Lançado

Notícias

Suspeito de tráfico de drogas morre em confronto com PMs em Amélia Rodrigues

Um homem suspeito de tráfico de drogas morreu durante um confronto com policiais militares no município de Amélia Rodrigues, há 30 km de Feira de Santana. Segundo a polícia, o