Vício em celular chega a consultórios e já preocupa médicos no Brasil

Vício em celular chega a consultórios e já preocupa médicos no Brasil

A dependência tecnológica inclui o “uso abusivo” da internet, redes sociais, jogos e celulares.
Desde a morte do pai, em 2013, *Mariana lutou contra a depressão e viu o quadro piorar ao mergulhar por horas a fio no Facebook. “Era como uma fuga, uma anestesia para esquecer problemas”. Significava também “procrastinar tarefas da casa e os estudos”. “Checava o celular o tempo inteiro. Estava viciada”. Já na vida de *Luísa, 47 anos, o smartphone entrou como alternativa para relaxar à noite, após um longo dia de trabalho. Em poucos anos, virou o centro de conflitos com as filhas e o marido. “Reclamavam que eu tinha virado um zumbi, que fingia prestar atenção em conversas quando, na verdade, estava pensando em algo que li ou esperando mais uma curtida no Instagram. Era capaz de debater temas no Facebook, mas não conversava com minhas filhas”, disse Luísa à BBC Brasil. A dependência tecnológica, que inclui o “uso abusivo” da internet, redes sociais, jogos e celulares, não é dimensionada no Brasil, mas já chega como problema a especialistas. “Não existe nenhum órgão dizendo que há uma preocupação nacional sobre isso, mas diferentes segmentos observam que a tecnologia de forma excessiva começa a criar problemas recorrentes. Há aumento de queixas de pacientes nos hospitais universitários, nas clínicas de psicologia, de psiquiatria e em escolas”, diz o PHD em psicologia e coordenador do Grupo de Dependência Tecnológica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), Cristiano Nabuco de Abreu.

Compartilhe
Previous Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos
Next Vereador do PSD é encontrado morto em carro em Cotegipe

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Filhos moram com pais mortos achando que eles estavam apenas dormindo

Quatro crianças, entre cinco e 13 anos, passaram quase uma semana vivendo com os corpos da mãe e do namorado dela antes de perceberem que eles estavam mortos. Os irmãos achavam que os

Notícias

Justiça proíbe o SUS de usar remédio chinês para leucemia

A Justiça Federal em Brasília proibiu a venda do medicamento chinês Leuginase, usado para tratamento de leucemia infantil, em toda a rede do Sistema único de Saúde (SUS) do País.

Cotidiano

Hotéis da orla atingem até 100% de ocupação no Réveillon

O ano virou. Os festejos para a chegada de 2019, por meio do Festival Virada Salvador, reuniram mais de 2,1 milhões de pessoas na Arena Daniela Mercury, na orla da