Relator comemora aprovação de empréstimo e critica oposição: será que querem voltar ao passado?

Relator comemora aprovação de empréstimo e critica oposição: será que querem voltar ao passado?

O vereador Paulo Magalhães Jr (PV), comemorou a aprovação do Projeto de Lei 520/17, do Executivo Municipal, que autoriza a Prefeitura de Salvador a efetuar um empréstimo no valor de R$ 75 milhões, junto à Caixa Econômica Federal. Da quantia, R$ 63 milhões serão destinados às obras do Hospital Municipal e R$12 milhões para a requalificação do Centro Histórico da capital.

Para Magalhães, relator do PL, o empréstimo possibilita, de uma só vez, melhorias na saúde e na infraestrutura da cidade.

“O prefeito ACM Neto não só fez o dever de casa, cuidando bem das finanças da cidade, como também é o responsável por permitir que Salvador possa efetuar esses empréstimos. Quem reclama está contra o desenvolvimento da saúde e da infraestrutura na cidade. Será que a oposição quer voltar ao passado, no tempo que a cidade não podia tomar empréstimos? ”

Compartilhe
Previous "Cuidado para não transformar vereadores em legião de ladrões" diz Coronel em evento da UVB
Next Temer condiciona troca ministerial à votação da reforma da Previdência

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Municípios

Ubatã: Homem tem orelha decepada por dentada após briga na Praça do Trabalhador

Uma guarnição do 4º Pelotão da Polícia Militar de Ubatã conduziu, por volta das 15h desta quinta-feira (1º), um homem identificado como Sérgio Santos Souza à Delegacia Territorial de Ubatã.

Mundo

‘Excelente ligação’, diz Trump sobre conversa com Bolsonaro

Por meio de sua conta no Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comentou a conversa que teve neste domingo, 28, por telefone com o presidente eleito do Brasil,

Notícias

Reino Unido quer reforçar relação comercial com o Brasil, diz ministro

O processo de saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit, não será atrasado. A informação foi dada pelo ministro britânico de Finanças, Philip Hammond. Segundo ele as