Deputada Fabíola Mansur defende continuidade de bolsa remunerada para quem deseja ser professor; assista

Deputada Fabíola Mansur defende continuidade de bolsa remunerada para quem deseja ser professor; assista

Em conversa com o Classe Política nesta terça-feira(14), a presidente da Comissão de Educação e Cultura, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa da Bahia,  deputada Fabíola Mansur(PSB), defendeu a continuidade do PIBID(Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), onde o mecanismo de intercâmbio entre a universidade e a educação básica está ameaçado tanto pela política de contingenciamento de verbas – que afetou o orçamento das universidades públicas, a promoção e o desenvolvimento da pesquisa científica no país e reduziu o número das bolsas – quanto pela edição de um novo programa vinculado ao Ministério da Educação: “Residência Pedagógica”.

Segundo  Fabíola, o PIBID permite aquele que tem a vocação para docência, que quer ser professor e que está fazendo licenciatura na universidade estadual nos Institutos federais seja contemplado com uma bolsa remunerada de aproximadamente R$400, R$700 e R$1400 – respectivamente. o que permite que seja possível dar  aula supervisionada nas escolas públicas, ou seja, melhorando o ensino na educação básica.

Fabíola alertou a necessidade de mobilização para entre deputados estaduais da Bahia, União dos Vereadores da Bahia(UVB) secretaria estadual, conselho estadual para impedir que o programa PIBID seja interrompido.

ASSISTA

 

 

 

 

 

Compartilhe
Previous ACM Neto participa de missão para atrair investimento europeu a Salvador
Next "Cuidado para não transformar vereadores em legião de ladrões" diz Coronel em evento da UVB

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Cristiane Brasil diz que lutará para assumir ministério

Com a posse suspensa pela Justiça, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) afirmou nesta quinta-feira, 25, que está “chateada” com o imbróglio jurídico em torno de sua nomeação, mas que

Política 0 comentários

Barroso adia julgamento sobre se STF deve julgar casos de improbidade

Um dia após afirmar que o foro privilegiado é uma “causa frequente de impunidade” que se tornou uma “perversão da Justiça”, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto

Notícias

Câmara e TJ formarão parceria para a capacitação de colaboradores

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), se reuniu nesta terça-feira (27) com a presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desembargadora Maria do