Petrobras reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 266 milhões

Petrobras reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 266 milhões

A Petrobras encerrou o 3º trimestre com lucro líquido de R$ 266 milhões, revertendo prejuízo de R$ 16,458 bilhões no mesmo período de 2016 e ante ganho de R$ 316 milhões nos três meses imediatamente anteriores, conforme os números atribuíveis aos acionistas.

O lucro líquido no terceiro trimestre ficou 89,6% abaixo das expectativas de analistas. As projeções indicaram lucro líquido de R$ 2,561 bilhões, conforme a expectativa de analistas de sete bancos consultados pelo Estadão/Broadcast (Itaú BBA, Santander, Morgan Stanley, UBS, Goldman Sachs, JPMorgan e Credit Suisse).

Nos nove primeiros meses do ano, a estatal acumulou lucro de R$ 5,031 bilhões, revertendo o prejuízo de R$ 17,334 bilhões de igual intervalo de 2016.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 19,223 bilhões, baixa de 13,65% em relação ao mesmo intervalo de 2016 e aumento leve de 1% ante o segundo trimestre deste ano. O desempenho ficou 12% abaixo da média das estimativas dos analistas, que era de R$ 21,898 bilhões.

De janeiro a setembro, o Ebitda ficou praticamente estável, em R$ 63,571 bilhões, ante R$ 63,905 bilhões do mesmo período de 2016. A margem Ebitda ajustada ficou em 27%, ante 29% nos três meses imediatamente anteriores e 32% no mesmo intervalo do ano passado.

A receita de vendas somou R$ 71,822 bilhões no período, o que significa um aumento de 1,96% na comparação anual e de 7% na trimestral. No caso da receita, o montante anunciado ficou 7,7% acima da média de R$ 66,685 bilhões esperada pelos analistas.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, avaliou nesta segunda-feira (13/11) como positivo o resultado da empresa em nove meses, quando a empresa lucrou R$ 5 bilhões. Ao iniciar a coletiva de detalhamento do resultado financeiro, o presidente da estatal destacou avanços realizados no período. Entre eles, ressaltou as métricas de segurança, que foram atingidas. Mas destacou que essas métricas serão revistas com o lançamento do novo planejamento estratégico.

Ele ainda destacou o fluxo de caixa livre positivo por dez trimestres consecutivos, que chegou a R$ 37,45 bilhões em nove meses, 26% superior à marca de igual período do ano anterior.

Parente também ressaltou o aumento da produção no Brasil, de 2,7%. Incluindo a atividade em outros países, a produção média em nove meses foi de 2,77 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d). As vendas de derivados no Brasil, de 1,95 milhão de bpd, caíram 6% em relação aos primeiros nove meses de 2016. A exportação de petróleo e derivados subiu 39% e a importação caiu 19%, na comparação acumulada no ano. O saldo líquido foi de 385 mil bpd.

Compartilhe
Previous Itália fica fora da Copa do Mundo de 2018 e Suécia se classifica
Next Bolsonaro defende independência do Banco Central nas redes sociais

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Brasileirão 2017 já teve 13 técnicos demitidos em apenas 15 rodadas

A Série A do campeonato brasileiro de futebol entra neste fim de semana na 16ª rodada, faltando ainda três para terminar o primeiro turno, e 13 técnicos já foram demitidos

Mundo

Tensão cresce na Venezuela na véspera da Assembleia Constituinte

A tensão na Venezuela cresceu neste sábado (29) de forma especial na véspera das eleições para a Assembleia Nacional Constituinte, em meio às fortes medidas de segurança para o pleito

Economia

Brasileiros fora do país por mais de 12 meses não precisam declarar IRPF

Os contribuintes brasileiros que moram fora do país por mais de 12 meses não precisam fazer a Declaração de Imposto de Renda, desde que tenham feito a Declaração de Saída