Jovem é assassinado a tiros em Prado

Jovem é assassinado a tiros em Prado

Na madrugada deste domingo (12), um jovem foi morto no Distrito de Guarani, em Prado. Segundo informações de familiares, o jovem identificado como Silvio Santos da Costa, de 20 anos de idade, teria saído de casa para ir a uma festa, que estaria acontecendo no referido Distrito, e que por volta das 4h00 da manhã, chegou a informação que ele teria sido vítima de disparo de arma de fogo.

O jovem ainda foi socorrido para o Hospital Municipal de Itamaraju, mas, não resistiu e veio a óbito assim que deu entrada na unidade hospitalar. O corpo foi removido para o IML de Teixeira de Freitas, para realização de necropsia, mas, informações dão conta de que ele levou um tiro a queima roupa na cabeça. Familiares relataram ao delegado plantonista, Júlio Telles, que o jovem não teria problema algum com coisas erradas, ou ilícitas, e que ele seria trabalhador braçal.

Ainda segundo a polícia, a vítima teria terminado um relacionamento recentemente com a namorada por motivos de traição da mesma, e que, ela teria sido informada por familiares, que não poderia ficar morando mais na casa deles, já que, o Sílvio, teria ido trabalhar em uma propriedade rural, e que ele não iria mais ficar com ela, mas, eles não saberiam dizer se o crime poderia estar ligado ao caso.

O delegado abriu um inquérito para investigar a motivação e autoria do crime, que será remetido ao delegado, Kleber Gonçalves, titular da delegacia territorial da cidade do Prado.

Compartilhe
Previous Após dois anos sem reajuste, Bolsa Família terá aumento em 2018
Next Pindobaçu: Roberto Carlos quer devolução de zona eleitoral e recadastramento biométrico

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

STJ decide que transexual pode alterar gênero na carteira de identidade

A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que os transexuais têm direito à alteração do gênero no registro civil, mesmo sem realização de cirurgia de mudança de

Notícias

PMs participaram da ‘execução’ de Marielle

Um policial lotado no 16º BPM (Olaria) e um ex-PM do batalhão da Maré participaram da execução da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, de acordo o

Política

Geddel guardava dinheiro vivo no guarda-roupa da mãe, diz ex-assessor

O ex-assessor parlamentar do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro Brandão, afirmou em depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República (PGR) que dinheiro em espécie era guardado