Sócio do filho de Lula fechou negócio com a Vivo após reunião com então presidente

Sócio do filho de Lula fechou negócio com a Vivo após reunião com então presidente

O empresário Jonas Suassuna, sócio do filho do ex-presidente Lula, anunciou parceria comercial com a Vivo cinco meses após encontro do petista com executivos espanhóis da Telefônica, dona da operadora brasileira. O acordo incluiu a “Nuvem de Livros” entre os produtos oferecidos aos clientes da empresa de telefonia no Brasil. Na imagem acima em 2011 mostra Lula em Madri com Suassuna (2º da dir. para a esq.) e Lulinha (à dir.)Marco Aurélio Vitale, ex-diretor do grupo empresarial de Suassuna, afirmou em entrevista à Folha de S.Paulo que ouviu de Kalil Bittar, também sócio de Fabio Luís Lula da Silva, o Lulinha, que o petista iria interceder junto aos executivos espanhóis em favor do negócio.

“O Kalil Bittar falou para o Jonas que o ex-presidente iria para a Espanha e que teria uma reunião com a presidência da Telefônica, e que seria falado da ‘Nuvem’ para viabilizar um negócio com a Vivo aqui. E foi o que aconteceu. Não tenho detalhes da reunião, mas ele [Jonas] volta já procurando o [Antônio Carlos] Valente [à época presidente da Telefônica no país]”, disse o ex-executivo do Grupo Gol, que atua nas áreas editorial e tecnologia e não tem relação com a companhia aérea.

O anúncio da parceria entre a Editora Gol e a Vivo ocorreu em setembro de 2011, durante a Bienal do Livro. Entre os dias 12 e 17 de abril daquele ano, Lula viajou à Espanha para, entre outros compromissos, quatro eventos com executivos da Telefônica Vivo almoço, jantar, palestra e uma visita à sede da companhia.

Suassuna se encontrou com o ex-presidente na Espanha. Ele assistiu a uma palestra de Lula a funcionários da Telefônica, além de ter visitado ao lado do petista o estádio Santiago Bernabeu, do Real Madrid. Mas nega interferência do petista em favor do negócio.

O empresário é dono de metade do sítio em Atibaia atribuído ao ex-presidente Lula. No terreno de sua propriedade não houve reformas apenas a instalação de uma cerca o que fez com que a Procuradoria não o denunciasse no caso. É também sócio de Lulinha na Play TV.

O acordo permitiu que a “Nuvem”, após três anos de concepção, fosse oferecido aos clientes da Vivo no país. Ela chegou a registrar, de acordo com a empresa de telefonia, 1,4 milhão de usuários. O produto rendeu à editora de Suassuna R$ 29 milhões líquidos.

O acordo pela “Nuvem” ocorreu logo após a incorporação da Vivo pela Telefônica.

Em julho de 2010, a espanhola Telefônica comprou os 30% da Vivo que pertenciam à Portugal Telecom, ficando com 60% da empresa de telefonia móvel. Ela comprou o restante das ações no mercado por meio de oferta pública de ações em março de 2011

Em maio, a incorporação da Vivo pela Telefônica foi anunciada.

Não é a primeira vez que é apontado um ato de Lula que beneficiou Suassuna e a “Nuvem”, um dos principais produtos do Grupo Gol. Em fevereiro do ano passado uma lei assinada pelo então presidente petista estimulou a criação do aplicativo.

A lei, de maio de 2010, obrigou todas as instituições de ensino públicas e privadas a possuir, até 2020, pelo menos uma biblioteca com no mínimo um título por aluno. A coleção pode existir “em qualquer suporte”, abrindo margem para bibliotecas virtuais.

Segundo relato de Suassuna, o projeto estava em elaboração três anos antes da sua concretização.

Compartilhe
Previous Alvo da Lava-Jato, Aécio já pensa em uma vaga na Câmara 2018
Next Galo critica perdão de dívida bilionária a ruralistas e chama Temer de irresponsável

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Menina é colocada em cova aberta pelo pai para “prepará-la para morte”; assista

Uma história emocionante comoveu uma pequena região rural da província de Sichuan, China. Um pai decidiu abrir a cova da própria filha, de 2 anos, que tem uma doença terminal,

Economia

Acaba prazo para saques de cotistas do PIS-Pasep com menos de 60 anos

Os cotistas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) têm até hoje (28) para sacar o benefício fora dos critérios

Mundo

Putin se diz ansioso para desenvolver parcerias estratégicas com países do Brics

O presidente russo Vladimir Putin declarou, em um artigo assinado e publicado nesta sexta-feira (1º), que a Rússia valoriza a cooperação multilateral com os Brics para criar um mundo multipolar