Paris quer proibir carros a diesel e gasolina

Paris quer proibir carros a diesel e gasolina

A prefeitura de Paris anunciou hoje (12) que pretende proibir a circulação de carros a diesel até 2024 e dos que utilizam gasolina até 2030, com o objetivo de tornar a capital francesa uma cidade neutra em emissões de dióxido de carbono.

A meta antecipa os planos do governo que – em julho deste ano – disse sonhar que até 2040 não existam mais veículos a diesel e gasolina.

As autoridades parisienses destacam em comunicado que o horizonte previsto “leva em conta de forma pragmática a evolução cada vez mais rápida do setor dos transportes nos últimos anos”.

O desenvolvimento de carros elétricos foi acelerado, a oferta de transporte público está sendo reforçada e as ciclovias têm cada vez mais protagonismo, disseram as autoridades.

“Este objetivo não está formulado como uma proibição no horizonte de 2030, é como uma trajetória que parece ao mesmo tempo crível e sustentável”, acrescenta o comunicado, que prevê reuniões com os fabricantes do setor automotivo nos próximos meses para associá-los a essa meta.

Paris sediou em dezembro de 2015 da Cúpula do Clima (COP21), na qual foi aprovado o primeiro acordo universal de combate à mudança climática.

Compartilhe
Previous Após Temer revogar refúgio, Battisti diz ‘Brasil vai me entregar à morte’
Next “Proteção suprema”, diz Dallagnol no Facebook sobre decisão do STF

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Jucá diz que Centrão não tem dono e quer vice ‘agregador’ para Meirelles

Em uma provocação à aliança de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à Presidência, com o chamado Centrão, o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), afirmou nesta terça-feira, 24, que

Cotidiano

Deputados vão às Bahamas em busca de brasileiros desaparecidos

Deputados que integram a comissão externa da Câmara, criada para investigar as circunstâncias do desaparecimento de 16 brasileiros nas Bahamas no fim do ano passado, embarcam hoje (2/9) para o

Notícias

Estados Unidos e Brasil negociam utilização de Base de Alcântara

O governo dos Estados Unidos aceitou iniciar as negociações com o Brasil para o acordo de salvaguardas tecnológicas para utilização da Base de Lançamento de Alcântara. O ministro das Relações