Sidninho lembra que nova audiência vai debater situação de mototaxistas

Sidninho lembra que nova audiência vai debater situação de mototaxistas

A polêmica em torno da regulamentação dos mototaxistas que atuam em Salvador será tema de nova audiência pública na próxima terça-feira (17), às 9hs, no Auditório do Centro de Cultura da Câmara Municipal. Para o vereador Sidninho (Podemos), presidente da Comissão Especial para acompanhamento das atividades relacionadas ao serviço de mototaxi, as dificuldades para preencher os requisitos terminou inviabilizando a atuação da maioria dos profissionais. “A nossa preocupação é como farão para sustentar suas famílias os mais de 5 mil mototaxistas que não cumpriram as exigências da prefeitura?”, questiona.

Entre os principais artigos apontados pela categoria como inviáveis de serem cumpridos para o credenciamento, estão a moto pintada na cor amarela, registro e licenciamento do veículo em nome do mototaxista e um responsável presente em cada ponto de parada de mototaxi.

Para a audiência de terça-feira, estão sendo esperados representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade de Salvador (Semob), Ministério Público e principalmente integrantes da categoria.

Compartilhe
Previous TCU bloqueia bens de Dilma, Palocci e Gabrielli por compra de Pasadena
Next Rui anuncia pagamento de prêmio para cerca de 15 mil policiais

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Alex Lima pede retomada de programa social da Petrobras na Bahia

A decisão da Petrobras de encerrar as atividades do Programa de Criança na Bahia não foi bem recebida pelo deputado estadual Alex Lima (PTN/Podemos). O parlamentar criticou a decisão da

Cotidiano

Começam obras do Morar Melhor em Daniel Lisboa nesta sexta

O prefeito ACM Neto autoriza nesta sexta-feira (11), às 17h30, as obras do Morar Melhor para 100 residências da comunidade de Daniel Lisboa, em evento na Praça dos Antigos, Rua

Política

BAHIA: MPF denuncia 10 por desvios Ibirapitanga

O Ministério Público Federal em Ilhéus, na Bahia, denunciou dez investigados pelo desvio de R$ 801.788,20 por suposta fraude em processo licitatório com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento