Terremoto de 6,3 graus atinge o Norte do Chile

Terremoto de 6,3 graus atinge o Norte do Chile

Um terremoto de 6,3 graus de magnitude na escala Richter atingiu, nesta terça-feira (10), o Norte do Chile, de acordo com informações divulgadas pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, a sigla em inglês), sem que as autoridades chilenas tenham informado, por enquanto, sobre vítimas ou danos.

Segundo a Agência EFE, o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha do Chile descartou um alerta de tsunami.

O movimento, que afetou uma área perto da fronteira com a Bolívia e o Peru, ocorreu a cerca de 70 quilômetros da vila costeira de Arica e a sudoeste da cidade de Putre.

Além disso, foi percebido nas regiões de Tarapacá e Antofagasta e em algumas partes do Sul do país.

O epicentro foi registrou a 82,4 quilômetros de profundidade e aconteceu às 2h32 (horário local, 3h32 de Brasília).

“Não parava, foi muito forte”, declarou ao jornal La Tercera uma moradora de Arica, acrescentando que não houve cortes na energia elétrica.

Até o momento, foram registradas várias réplicas, a mais forte de 4,6 graus, segundo a imprensa local.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

Compartilhe
Previous CPMI da JBS ouve hoje ex-diretor do BNDES e ex-presidente da Caixa
Next Trump abandonará estratégia por energia limpa da era Obama

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Cármen Lúcia obriga tribunais do País a informar salários pagos a juízes

Em meio a uma polêmica em torno de altos salários pagos a juízes de Mato Grosso, a presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF),

Notícias

Presidente colombiano diz que Constituinte não é “saída adequada” para Venezuela

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou nesta segunda-feira (8) que a Assembleia Nacional Constituinte proposta por Nicolás Maduro não é a “saída adequada” para a crise da Venezuela

Notícias

Governo quer aprovar reforma da Previdência até outubro, diz Meirelles

O governo federal espera aprovar a reforma da Previdência até outubro deste ano, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que participou de reunião com investidores estrangeiros hoje (3) na