Bancada de Oposição na Assembleia presta solidariedade ao prefeito e a família Magalhães pela morte de D. Arlete

Bancada de Oposição na Assembleia presta solidariedade ao prefeito e a família Magalhães pela morte de D. Arlete

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia se solidariza com a família Magalhães e com o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) pelo falecimento de Arlete Maron Magalhães, na manhã de hoje (07/10) aos 86 anos.  Em nome da Bancada, o líder, deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), enfatizou a história de dedicação a família e amor ao trabalho social de D. Arlete, com destaque para a sua atuação a frente das Voluntárias Sociais da Bahia, enquanto primeira dama do estado. “Lamentamos esse momento de tristeza e nos solidarizamos com os familiares, amigos e entes queridos de D. Arlete. Que a dor da perda seja substituída pela imensa saudade e pelas boas lembranças daquela que soube conduzir a vida com ética, amor e serviço ao próximo”, afirmou o líder.  D. Arlete era viúva do falecido senador Antônio Carlos Magalhães e avó do prefeito ACM Neto. O sepultamento está marcado para as 17 h deste sábado no cemitério do Campo Santo, na capital baiana.

Compartilhe
Previous Líderes petistas repudiam vetos de Temer ao texto da reforma política
Next D. Arlette vivia a vida de seus filhos e netos, lembra ACM Neto no velório da avó; assista

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Compra de Pasadena rendeu US$ 15 milhões em propina, diz PF

Dois laudos inéditos realizados por peritos criminais da Polícia Federal na Lava Jato confirmaram pagamento de propina de US$ 15 milhões a agentes públicos em torno da aquisição, pela Petrobras,

Notícias

Comissão da Câmara aprova projeto que flexibiliza uso de agrotóxico

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o Projeto de Lei 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país, aprovou há pouco o parecer

Política

Fux mantém ação penal contra Paulo Otávio na Caixa de Pandora

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, julgou inviável o habeas corpus 137637, impetrado em favor do ex-vice-governador do Distrito Federal Paulo Octávio, investigado na Operação Caixa de Pandora,