Empregadores domésticos têm até hoje para pagar guia de setembro do eSocial

Empregadores domésticos têm até hoje para pagar guia de setembro do eSocial

O prazo para os empregadores domésticos pagarem o Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) referente a setembro termina nesta sexta-feira (6). Como o dia 7, tradicionalmente usado como data-limite para o pagamento da guia, cai no sábado este mês, o prazo foi antecipado em um dia.

O Simples Doméstico reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que devem ser recolhidas. Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial na internet. Se não for recolhido no prazo, o empregador paga multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% do total.

No eSocial, o empregador recolhe, em documento único, a contribuição previdenciária, que inclui o valor descontado da remuneração do trabalhador (que varia de 8% a 11%) e os 8% de contribuição patronal para a Previdência. A guia inclui 8% de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), 0,8% de seguro contra acidentes de trabalho, 3,2% de indenização compensatória (multa do FGTS) e Imposto de Renda para quem recebe acima da faixa de isenção (R$ 1.903,98).

Desde a adoção do programa, em novembro de 2015, foram cadastrados mais de 1,25 milhão de trabalhadores domésticos para mais de 1,18 milhão de empregadores – alguns empregadores contratam mais de um empregado.

Compartilhe
Previous Operação da Transalvador flagra caminhão encobrindo placa
Next Itália diz que está trabalhando com Brasil para extradição de Battisti

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Coronel assina convênio e ALBA volta a contribuir para a manutenção do Hospital Aristides Maltez

Em solenidade realizada hoje (10.05) no Hospital Aristides Maltez, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel, assinou, junto com o presidente da Liga Bahiana Contra o Câncer, o

Notícias

Governo anuncia ampliação da Rede Farmácia Popular

O Ministério da Saúde anunciou hoje (6) mudanças no Programa de Atenção Básica do Sistema Único de Saúde, entre elas a forma de repasse de recursos para a compra de

Economia

Número de inadimplentes cresce no país em abril

O percentual de famílias inadimplentes – com dívidas ou contas em atraso – no país ficou em 24,1% em abril deste ano. A taxa é superior às observadas em março