Tucanos decidem nesta quinta se destituem Bonifácio de Andrada da CCJ

Tucanos decidem nesta quinta se destituem Bonifácio de Andrada da CCJ

O líder da bancada do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), deixou para esta quinta-feira (5), a decisão sobre a possível destituição de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Diante do atual cenário, onde o mineiro diz que não se licencia do partido e também não abandona a relatoria da denúncia contra o presidente Michel Temer, Tripoli (foto em destaque) sinalizou que sobraram poucas alternativas diferentes da destituição. “Resta muito pouco para eu fazer como líder”, desabafou.

Tripoli se disse entristecido com a situação, lembrou que Bonifácio havia garantido a ele e ao presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), que não aceitaria a relatoria. “Tenho dificuldade em entender o gesto político dele”, comentou. “Nunca pedi para ninguém votar sim ou não. Só estou pedindo para não relatar”, emendou.

Tripoli enfatizou que a escolha de Bonifácio gerou um problema partidário e um profundo constrangimento porque o parecer (que tende a ser favorável a Temer) será visto como obra do PSDB para salvar o presidente da República da abertura de processo. “Isso [desgaste] pode interessar a outro partido, não ao PSDB”, reclamou.

 

Compartilhe
Previous Proposta que reforma Lei de Execução Penal é aprovada no Senado
Next Homem é encontrado morto dentro de casa em Ipiaú

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

“Prefeitos precisam de um aporte financeiro de R$4 bilhões do Governo Federal para quitar dívidas dos municípios”, diz presidente da UPB; assista

“Cerca de 350 prefeitos  participaram do Movimento Pró-Município na manhã desta quinta-feira(26), da União das Prefeituras da Bahia(UPB), até Assembleia Legislativa da Bahia, no Centro Administrativo da Bahia(CAB) em defesa

Notícias

Conselho de Ética do Senado recebe denúncia contra Lindbergh Farias

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), aceitou uma denúncia contra o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) por quebra de decoro parlamentar. O pedido é para

Política

Governo defende aplicação de condução coercitiva em ação no STF

A Advocacia-Geral da União (AGU), em nome do presidente Michel Temer, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) informações em defesa da utilização da condução coercitiva, um instrumento jurídico que tem