Doido? Isidório entra com ação no MPF contra exposição em que criança toca em homem nú; assista

Doido? Isidório entra com ação no MPF contra exposição em que criança toca em homem nú; assista

O deputado Pastor Sargento Isidório (Avante), vice-líder da maioria da Assembleia Legislativa da Bahia entrou com uma representação no Ministério Público Federal(MPF), nesta segunda-feira(02), contra o MAM (Museu de Arte Moderna) de São Paulo,  que na exposição dia 26, uma criança tocou em um homem nú.

Em conversa com o Classe Política nesta segunda-feira(02), Isidório também criticou a mostra Queermuseu, realizada no início do mês pelo Santander Cultural, em Porto Alegre (RS), quando colocou em cartaz cerca de 270 trabalhos assinados por 85 artistas, como Adriana Varejão, Alfredo Volpi, Cândido Portinari, Clóvis Graciano e Ligia Clark. Entre as imagens da mostra mais compartilhadas, havia um Jesus Cristo com vários braços, crianças com as inscrições “Criança viada travesti da lambada” e o desenho de uma pessoa tendo fazendo sexo com um animal.

ASSISTA

Vídeo da exposição MAM São Paulo dia 26 setembro

 

 

 

 

Compartilhe
Previous Salvador: Concurso da Câmara será realizado pela FGV
Next Lula: não tenho intenção de me matar, vou enfrentar

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Ardeu? Esposa imobiliza amante do marido e coloca pimenta na vagina dela

O flagrante de uma traição quase termina em tragédia na cidade de Thai Nguyen, Vietnã. Ly Chanel, 23 anos, estava desconfiada que o marido tinha outra mulher e decidiu desmascará-lo.

Política

“Reforma da previdência pode contribuir com aumento da violência”, alerta deputado

A Reforma Previdência, proposta pelo governo Michel Temer (PMDB) e que tramita na Câmara Federal sob o título de PEC 287, deve aumentar o índice de violência na sociedade brasileira

Notícias

Decisão sobre Fachin continuar à frente da delação da JBS é adiada

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou para esta quinta-feira (22/6) a votação para decidir se o ministro Edson Fachin deve ser o relator da delação da JBS. Os