Atirador de Las Vegas tinha um total de 42 armas em sua casa e no hotel

Atirador de Las Vegas tinha um total de 42 armas em sua casa e no hotel

Stephen Paddock, o homem que deixou 59 mortos e mais de 500 feridos em um tiroteio ocorrido na noite do último domingo (1º) em Las Vegas, tinha um total de 42 armas entre sua casa em Mesquite, a cerca de 130 quilômetros do local do ataque, e o quarto do hotel onde estava hospedado. A informação é da Agência EFE.

De acordo com Todd Fasulo, assistente do xerife do Condado de Clark, que pertence a Las Vegas, as autoridades encontraram 23 armas de fogo no hotel de onde Paddock disparou contra o público que assistia a um show ao ar livre de um festival de música country.

Mais 19 armas de fogo foram encontradas em sua residência, em Mesquite.

Paddock, segundo explicou Fasulo, tinha também dois dispositivos que, colocados nas armas, lhe permitiram abrir fogo de forma automática.

Além disso, a polícia encontrou no veículo de Stephen Paddock vários quilos de nitrato de amônia, um material utilizado para a fabricação de explosivos.

O atirador passou os últimos momentos disparando desesperadamente contra a polícia, da porta de seu quarto no hotel Mandalay Bay, segundo relatou o xerife do Condado de Clark, Joseph Lombardo. Paddock atirou em um guarda de segurança e abriu fogo contra uma equipe da unidade de elite Swat, formada por seis agentes que foram revistando os apartamentos do hotel. “Acreditamos que o homem tirou a própria vida antes da nossa entrada em seu quarto”, afirmou Lombardo.

Compartilhe
Previous “Ditadura militar foi um grande erro”, afirma Moro
Next Indústria fecha primeiros oito meses do ano com crescimento de 1,5%, diz IBGE

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

PRF apreende cerca de uma tonelada de maconha em Feira de Santana

Policiais rodoviários federais apreenderam cerca de uma tonelada de maconha prensada na BR 116 sul em Feira de Santana. A apreensão aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (5). A

Notícias

PGR pede arquivamento de denúncia contra Moreira Franco

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o arquivamento de uma denúncia feita contra o ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, em um caso

Notícias

Em delação não se comprova nada, diz defesa de Cunha

A defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou nesta segunda-feira, 16, em nota, que “qualquer estudante de Direito sabe que delação não se comprova nada”. Os advogados de Cunha também