Senador é inocentado da acusação de compra de votos

Senador é inocentado da acusação de compra de votos

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu o senador Sérgio de Oliveira Cunha (PSD-AC), mais conhecido como Sérgio Petecão, da acusação de suposta prática do crime de corrupção eleitoral nas eleições de 2006. Em decisão unânime, que ocorreu nesta terça-feira (19/9), no julgamento da Ação Penal (AP) nº 880, os ministros entenderam que não há provas suficientes para a condenação do parlamentar.

De acordo com os autos, Sérgio Petecão foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por ter, em tese, realizado compra de votos, em razão de ofertar obras e outras vantagens em troca de apoio político.

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu o senador Sérgio de Oliveira Cunha (PSD-AC), mais conhecido como Sérgio Petecão, da acusação de suposta prática do crime de corrupção eleitoral nas eleições de 2006. Em decisão unânime, que ocorreu nesta terça-feira (19/9), no julgamento da Ação Penal (AP) nº 880, os ministros entenderam que não há provas suficientes para a condenação do parlamentar.

De acordo com os autos, Sérgio Petecão foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por ter, em tese, realizado compra de votos, em razão de ofertar obras e outras vantagens em troca de apoio político.

Compartilhe
Previous Sobe para 224 o número de mortos em terremoto no México
Next Bebê de nove meses morre após mãe deixá-lo uma semana sozinho

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Governistas esvaziam CCJ e só oposição discursa a favor de denúncia contra Temer

Já dura mais de sete horas a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para analisar o parecer que pede a rejeição da segunda denúncia contra o presidente Michel

Política

Marcos Valério diz que PSDB temia vazamento de delação

Em audiência no Fórum Lafayette, na tarde desta sexta-feira, o publicitário Marcos Valério afirmou que lideranças do PSDB em Minas Gerais, como o senador Aécio Neves e o ex-governador Eduardo

Economia

IGP-DI fecha 2017 com queda de preços de 0,42%

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) fechou 2017 com uma deflação (queda de preços) de 0,42%. No ano anterior, o indicador, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV),