Polícia Federal prende o ex-governador do Rio Anthony Garotinho

Polícia Federal prende o ex-governador do Rio Anthony Garotinho

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira (13/9) o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR-RJ). O ex-chefe do Executivo fluminense apresentava seu programa diário na Rádio Tupi, o Show do Garotinho, que vai das 9h às 11h, no momento da prisão. A sede da emissora fica em São Cristóvão, região central do Rio. Garotinho mora em Campos dos Goytcazes, seu berço político.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do ex-governador que não confirmou se ele foi preso ou se está sendo conduzido coercitivamente para prestar depoimento. Procurada, a assessoria de imprensa da Superintendência da PF no Rio ainda não se manifestou.

O ex-governador é investigado na Operação Chequinho, que apura um caso de compra de votos nas eleições de 2016, supostamente liderada por Garotinho, a partir do uso irregular do programa social Cheque Cidadão.

Garotinho, que nega envolvimento em atos ilícitos, chegou a ser preso preventivamente em novembro do ano passado. Ele passou mal, ficou internado e só depois foi levado para o presídio. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entretanto, revogou o mandado de prisão. À época, a Corte determinou o pagamento de R$ 88 mil de fiança e o proibiu de ter contato com as testemunhas do processo.

Na ocasião, ele foi preso acusado de comprar votos.

Em junho, a Justiça Eleitoral negou pedido de prisão do ex-governador. Na decisão, o juiz Glaucenir Silva de Oliveira afirmou que não consegue “enxergar como o réu poderia usar matérias nada jornalísticas para atacar autoridades”. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual em Campos dos Goytacazes.

Garotinho também foi acusado pelo promotor Leandro Manhães de ameaçar uma testemunha, por meio de terceiros. A suposta ameaça foi relatada pela radialista Elizabeth Gonçalves em depoimento à polícia em maio.

Compartilhe
Previous Wesley Batista é preso pela PF por uso de informações privilegiadas
Next Venda antecipada de papéis evitou rombo de R$ 138 mi para os Batista

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Em meio à crise política, Meirelles acelera conclusão de medidas econômicas

Na contramão da crise política, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acelerou a conclusão de medidas que já vinham sendo negociadas nas últimas semanas, como os parcelamentos de dívidas de

Entretenimento

Músico do Cidade Negra é condenado por agredir a mulher

Bino Farias, baixista da banda Cidade Negra, foi condenado a dois anos de serviços comunitários por agredir a mulher, com quem foi casado por 17 anos. Segundo denunciou, durante anos ela sofreu agressões.

Política

PF cumpre mandados judiciais em nova fase da Operação Lava Jato

Mais uma fase da Operação Lava Jato foi deflagada hoje (23) pela Polícia Federal (PF). Desde cedo, equipes da PF cumprem mandados judiciais em Brasília, Salvador e em Cotia, em