Marcello Miller diz em nota que acusações contra ele são fantasiosas

Marcello Miller diz em nota que acusações contra ele são fantasiosas

O advogado Marcello Miller divulgou comunicado neste domingo (10/9), no qual diz repudiar “veementemente o conteúdo fantasioso e ofensivo das menções ao seu nome nas gravações divulgadas na imprensa”. Ele ainda afirma que “jamais fez jogo duplo ou agiu contra a lei”.

Suspeitas de intervenção do ex-procurador da República no processo de delação premiada dos executivos da empresa J&F na Operação Lava Jato levaram o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a pedir a prisão de Miller, negada, porém, pelo relator da operação no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin.

No texto divulgado pela sua assessoria de imprensa, Miller cita uma série de evidências de que não favoreceu os executivos da J&F. Ao fim, conclui que sempre acreditou na Justiça e nas instituições e que está à disposição para prestar esclarecimentos e auxiliar nas investigações.

Entre os argumentos a seu favor, afirma que não tinha contato com Janot e atuação na Operação Lava Jato desde outubro de 2016. Ele afirma ainda que nunca atuou na Operação Greenfield, que investigou irregularidades envolvendo a J&F, nem na Procuradoria da República em Brasília.

“Enquanto procurador, nunca atuou em investigações ou processos relativos ao Grupo J&F, nem buscou dados ou informações nos bancos de dados do Ministério Público Federal sobre essas pessoas e empresas. Pediu exoneração em 23/2/2017, tendo essa informação circulado imediatamente no MPF (Ministério Público Federal). Nunca obstruiu investigações de qualquer espécie, nem alegou ou sugeriu poder influenciar qualquer membro do MPF”, traz a nota.

Compartilhe
Previous Fachin vê “consistentes indícios de exploração de prestígio” de Miller
Next Rui acompanha operação comercial do metrô até Mussurunga nesta segunda

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Datafolha: Lula lidera; Bolsonaro e Marina empatam em 2º lugar

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve a liderança nas intenções de voto para a eleição presidencial de 2018 com 30% da preferência do eleitorado, à frente da

Política 0 comentários

Diplomata que contrariou Dilma é promovido

O governo divulgou a promoção de quase 100 diplomatas, incluindo o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, e de Eduardo Saboia, que em 2012 se envolveu em polêmica quando estava no

Notícias

Carnaval exige cuidado em dobro com alimentos consumidos nas ruas

O Carnaval já começou e para folia ser completa alguns cuidados com a alimentação são necessários, já que qualquer descuido pode acabar com a festa ou gerar inúmeras consequências após