Gestante aborta ao ver imagens da irmã sofrendo estupro coletivo

Gestante aborta ao ver imagens da irmã sofrendo estupro coletivo

Um estupro coletivo dentro de um ônibus ocorrido na cidade de Casablanca, em Marrocos, ainda deixa rastros da violência. A irmã da jovem, atacada por seis rapazes, disse que sofreu um aborto após ver as imagens do ataque, que teria ocorrido em 18 de agosto.

“Minha irmã se parece muito comigo. Logo que eu me deparei com o vídeo, sabia que era ela. Eu perdi o meu bebê quando vi minha irmã naquela situação, ser atacada, gritando, sem qualquer sensibilidade ou misericórdia”, disse a jovem estuprada, que não foi identificada, em entrevista à rede AJ+

No vídeo que rodou e causou revolta na internet, a vítima, que tem déficit de aprendizagem, chegou a chorar implorando ajuda enquanto os agressores a molestavam e riam sem que o motorista ou qualquer outro passageiro reagissem.

Em protesto ao estupro, centenas de pessoas foram às ruas de Casablanca pedir segurança e o fim da violência sexual contra a mulher. As manifestantes gritavam “liberdade ao espaço público” e “não temos medo”. Houve ato de apoio também na capital Rabat. As autoridades marroquinas disseram que detiveram seis garotos, entre 15 e 17 anos, suspeitos de participarem da atrocidade.

Compartilhe
Previous Rui desembarca em Kiev e dá início à terceira missão internacional nesta segunda
Next Hamilton celebra vitória sem erros e exalta disputa com Vettel na F-1

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Após estupro e pedido de aborto negado, menina de 10 anos dá à luz

Uma indiana de 10 anos, que teria sido estuprada por seu tio e engravidado dele, deu à luz uma menina nesta quinta-feira (17/8). No mês passado, após familiares entrarem na

Notícias

Leilão de blocos de petróleo pode render R$ 100 bi

O governo quer cobrar R$ 100 bilhões em bônus de outorga das empresas que disputarem o leilão de seis blocos cedidos à Petrobrás em 2010 na Bacia de Santos. O

Política

“Irmãos Batista têm personalidade voltada para crime”, afirma PF

O delegado da Polícia Federal Victor Hugo Rodrigues, da Operação Tendão de Aquiles, definiu nesta quarta-feira (13/9) os irmãos Joesley e Wesley Batista como “pessoas que têm a personalidade voltada