Deputado quer CPI para investigar extinção da reserva na Amazônia

Deputado quer CPI para investigar extinção da reserva na Amazônia

O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) vai começar a coletar assinaturas na próxima segunda-feira (28/8) para instalar uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a decisão do governo de extinguir a Reserva Nacional do Cobre e Associados, na Amazônia.

Segundo Delgado, a ideia é envolver deputados e senadores na iniciativa e criar uma comissão mista de investigação. Para uma CPMI ser criada, é necessário o apoio de 171 deputados e 27 senadores.

O ponto que está sendo destacado pelo deputado é o fato de o governo ter antecipado a informação de que iria acabar com a reserva ambiental para canadenses, antes mesmo de esse assunto vir a público no Brasil.

De acordo com uma reportagem publicada pela BBC, em março, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, anunciou a empresários daquele país que a área de preservação amazônica seria extinta, e que sua exploração seria leiloada entre empresas privadas. O fim da reserva foi apresentado pelo governo durante o evento Prospectors and Developers Association of Canada (PDAC), em Toronto.

O decreto extinguindo a reserva foi assinado pelo presidente Michel Temer na quarta-feira e permite que uma área de 47 mil quilômetros quadrados na Amazônia, rica em cobre e outros minerais, seja explorada pela iniciativa privada. A área equivalente ao tamanho do Espírito Santo está localizada entre os Estados do Pará e do Amapá, e havia sido instituída em 1984.

Compartilhe
Previous Deltan diz que postura de Gilmar Mendes contraria Lava Jato
Next “Só tenho de dizer obrigado e rezar por Schumacher”, diz Hamilton

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Municípios

Marcelino Galo articula parceria da OSBA e o “Arte de Tocar” em Jacobina

Uma reunião ocorrida na tarde de segunda-feira (7), no Teatro Castro Alves, em Salvador, marcou o início de uma parceria promissora entre a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) e o

Política

TCU multa Jaques Wagner por indicar marido de Ideli a cargo nos EUA

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu nesta quarta-feira, 19, multar em R$ 15 mil o ex-ministro petista Jaques Wagner (Casa Civil e Defesa) por nomear para um cargo

Política

ICMS da gasolina imposto pelo PT representa maior fatia do preço do combustível baiano

A maior fatia do valor da composição do preço do combustível baiano, pelo menos 28%, volta ao Governo do Estado da Bahia em ICMS. A alíquota é idêntica a paga