Salvador 360: Prefeitura lança maior programa para desenvolvimento do Centro Histórico

Salvador 360: Prefeitura lança maior programa para desenvolvimento do Centro Histórico

A região do Centro Histórico de Salvador é o mais novo alvo do programa Salvador 360, cujo quarto eixo foi lançado pela Prefeitura nesta segunda-feira (21), em cerimônia realizada no Fera Palace Hotel, na Rua Chile. Os detalhes foram apresentados pelo prefeito ACM Neto, acompanhado dos secretários Guilherme Bellintani (Desenvolvimento e Turismo), Cláudio Tinoco (Cultura e Turismo), Paulo Souto (Fazenda), Luiz Carreira (Casa Civil) e João Roma (Gabinete), além da presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, e do presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro. Estiveram presentes na ocasião vereadores, empresários, comerciantes, representantes de associações, moradores e imprensa.

Com investimento inicial de R$200 milhões para os próximos quatro anos, serão realizadas 40 ações distribuídas em oito eixos: Incentivos, Intervenções Urbanas, Equipamentos Estruturantes, Mobilidade, Habitação, Regulamentações, Cultura e Gestão. A intenção é impulsionar investimentos, infraestrutura, ocupação de espaços e, principalmente, a geração de emprego e renda no coração da cidade.


“Este é o mais completo plano já pensado pela Prefeitura para o Centro Histórico em toda a história da cidade. São ações complementares numa visão realmente 360 graus para a região. E a administração municipal só foi capaz de estruturar um plano tão completo porque já vem se preparando há quatro anos. A medida segue uma das principais missões nesta gestão, que é deixar um legado para a cidade”, destacou o prefeito ACM Neto.

Dentre as principais ações está a requalificação de equipamentos e locais importantes da região, como a Avenida Sete e as praças Castro Alves, Terreiro de Jesus, Cairu e Marechal Deodoro, além dos terminais da Barroquinha e Aquidabã. O conjunto de iniciativas também prevê a implantação dos museus da Música e da História de Salvador, no Comércio, assim como a Casa do Carnaval, na Praça da Sé, no prédio do antigo 18º Batalhão da Polícia Militar, ao lado do Plano Inclinado Gonçalves.

Também haverá incentivo fiscal para interessados em ocupar imóveis degradados ou em desuso, por meio do programa Revitalizar. Estão na lista ainda a implantação de cerca de mil unidades habitacionais para moradia e de um modelo próprio municipal de governança para a região.

O programa Salvador 360 é o maior programa de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda na cidade. Dos oito eixos previstos, já haviam sido lançados o Simplifica, o Negócios e o Investe. Os próximos serão o Cidade Inteligente, Cidade Criativa, Cidade Sustentável e Inclusão Econômica.

Compartilhe
Previous Vaccarezza diz que dinheiro vivo em casa é 'empréstimo de amigo'
Next Cerca de 1,7 mil famílias deixaram de sacar dinheiro do Bolsa Família em Salvador

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Crescimento sustentável depende do acesso à água, diz Temer

O presidente Michel Temer disse hoje (19), durante a abertura do 8º Fórum Mundial da Água, que o crescimento sustentável está “intimamente ligado” ao acesso à água. Ele reafirmou o

Cotidiano 0 comentários

Eclipse da Lua pode ser visto hoje em todo o Brasil

A chegada da lua cheia, nesta sexta-feira (10), será marcada por um fenômeno conhecido como eclipse penumbral. Ele poderá ser visto em todo o Brasil e em países da Ásia,

Política

Código Florestal vai a julgamento no STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma na próxima quarta-feira o julgamento de três ações diretas de inconstitucionalidade ajuizadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que questionam dispositivos do novo Código Florestal,