Para Maia, distritão em 2018 ‘não é tão ruim assim’

Para Maia, distritão em 2018 ‘não é tão ruim assim’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu nesta segunda-feira, 14, as críticas ao chamado distritão e disse que o sistema, como um modelo de transição, “não é tão ruim assim”.

“Eu acho que se a gente tiver uma transição, com o distrital misto em 2022, a gente deu um grande passo e conseguiu construir, a médio prazo, um modelo que vai conseguir dar racionalidade ao sistema brasileiro”, disse.

Para Maia, que também já fez críticas ao modelo majoritário, o sistema não vai impedir a renovação da Câmara e que o problema, na verdade, é “a prática de criticar tudo”.

Desde a semana passada, o modelo, aprovado na comissão especial que debate a reforma política na Câmara para valer nas eleições de 2018, vem sendo criticado por parlamentares e especialistas.

Pelo distritão, são eleitos os candidatos mais votados em cada Estado. A principal crítica é que isso enfraquece os partidos e dificulta a eleição de novos nomes, pois as legendas iriam optar por lançar menos candidatos e dariam prioridades para os políticos que já possuem mandatos.

Maia também voltou a defender que a criação do fundo público para financiamento de campanhas deveria ser uma medida provisória. “O fundo público permanente, no momento de crise que estamos vivendo, não parece também a melhor alternativa”, disse.

Compartilhe
Previous Câmara adia debate da reforma política em plenário para próxima semana
Next Nordeste apresenta menor inflação acumulada nos últimos 12 meses desde 2008

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Mundo

Em uma semana, jovem ganha duas vezes na loteria

Uma adolescente de 19 anos é, com certeza, uma das pessoas mais sortudas do mundo. Ela ganhou, em uma semana, duas vezes na loteria, totalizando 655,5 mil dólares em prêmio

Política

Pensei no que era melhor para o país, diz Fux sobre julgamento no TSE

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux disse na manhã desta segunda-feira (12/6) que, durante o julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pensou no que

Política

‘Certeza da minha honestidade é que não depositei na Suíça’, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) negou na manhã desta sexta-feira, 28, que tenha que dar explicações sobre os R$ 9 milhões de uma conta no BrasilPrev, do