Bahia: Governo vai licitar concessão de linhas de ônibus metropolitanos

Bahia: Governo vai licitar concessão de linhas de ônibus metropolitanos

A intenção de licitar a concessão de linhas de Transporte Rodoviário Metropolitano será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (11). O sistema terá uma nova frota e será integrado de forma operacional e tarifária com o Metrô de Salvador.

As linhas serão licitadas em dezembro deste ano, com a operação do sistema prevista para o início de 2018. A frota a ser renovada deverá ter veículos zero quilômetro, equipados com validador para bilhetagem eletrônica, ar-condicionado, wi-fi, GPS, piso baixo e acessibilidade, ações que visam ampliar a qualidade do serviço.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) realiza estudos de readequação de linhas e reequilíbrio econômico financeiro do sistema de transporte metropolitano. O levantamento das mudanças necessárias já está em andamento.

Com as novas concessões, as linhas metropolitanas vão ter como os principais pontos de destino os Terminais de Integração de Passageiro do sistema metroviário na capital.

Compartilhe
Previous Conselho de Ética do Senado recebe denúncia contra Lindbergh Farias
Next Preso acusado de praticar mais de 50 assaltos à lojas em Feira de Santana

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

João Roma destaca sucesso do carnaval nos bairros

O chefe de gabinete do prefeito ACM Neto, João Roma, foi responsável em monitorar o carnaval nos bairros de Salvador. Para João Roma, o carnaval dos bairros é um carnaval

Cotidiano

Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 34 milhões no próximo sorteio

A Mega-Sena voltou a acumular após sorteio realizado na noite deste sábado. Não houve nenhuma aposta vencedora da sena e, agora, no sorteio da próxima quarta, quem acertar as seis

Economia

Desembolsos do BNDES caem 13% nos cinco primeiros meses do ano

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) totalizaram R$ 27,7 bilhões nos primeiros cinco meses deste ano. O resultado é 13% inferior ao de igual período