Meirelles espera aumento da arrecadação no ano que vem

Meirelles espera aumento da arrecadação no ano que vem

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta terça-feira (8) que o governo prevê aumento da arrecadação no ano que vem. Embora tenha admitido que existem estudos em áreas técnicas sobre aumento do imposto de renda, o titular da Fazenda garantiu que novos aumentos de tributos só serão anunciados em último caso.

Ele aconselhou que as empresas façam logo adesão ao programa de repactuação de débitos tributários, conhecido como Refis, para não perderem direitos garantidos pelo programa até o fim deste mês. O receio é que elas estejam aguardando condições mais favoráveis na nova etapa do programa.

“Se alguém aposta em outro projeto e ele não for aprovado, a empresa perde o direito de refinanciar sua dívida”, afirmou Meirelles, em entrevista concedida a jornalistas após participação no congresso promovido na zona sul da capital paulista pela Fenabrave, entidade que representa as concessionárias de carros.

O ministro voltou a dizer que o governo vai buscar manter o relatório da reforma de Previdência aprovado pela comissão especial da Câmara, que reduz em 25% a economia prevista pela proposta original encaminhada pelo Executivo.

Segundo Meirelles, a economia voltou a crescer, mas essa recuperação levará alguns meses para ser sentida na vida das pessoas, uma vez que a percepção de melhora depende de uma queda contínua do desemprego. “Na medida que o desemprego cair, é questão de tempo para as pessoas ficarem mais confiantes.”

Compartilhe
Previous Mega Sena acumula e pode pagar R$ 50 milhões na quinta-feira
Next Mesmo rejeitado em dois plebiscitos, Temer volta defender o parlamentarismo para 2018

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

‘É perigosa’, avalia Maia sobre declaração de Bolsonaro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avaliou nesta segunda-feira, 27, em São Paulo, que a pergunta feita mais cedo pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), sobre se alguém choraria se

Política

Geddel comprou avião por R$ 210 mil e vendeu para JBS por 700 mil reais

A J&F, holding que reúne negócios de Joesley e Wesley Batista e controla a JBS, comprou em 2012, por R$ 700 mil, um avião do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB).

Política

E-mails Vaccarezza: ‘você consegue o contato e eu ganho o nosso dinheiro’

Em relatório da Operação Abate, 44ª fase da Lava Jato, a Polícia Federal identificou troca de mensagens entre o ex-deputado Cândido Vaccarezza e a empresária Liliana dos Santos Krawczuk, ligada