Temer diz desconhecer suposto esquema de propinas na Caixa

Temer diz desconhecer suposto esquema de propinas na Caixa

O presidente Michel Temer disse, em ofício à Justiça Federal em Brasília, desconhecer um esquema de pagamento de propinas na Caixa Econômica Federal em troca da liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Em documento de cinco páginas, no qual responde a perguntas feitas pela defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Temer negou que tenha indicado aliados para o comando do banco. Disse ainda que doações de campanha feitas ao PMDB por empresas investigadas, durante o período em que presidiu o partido, não foram vinculadas à aprovação de investimentos do banco.

O presidente foi arrolado como testemunha por Cunha, que é réu em ação penal sobre esquema de corrupção na Caixa. Em função do cargo que ocupa, teve o direito a responder por escrito aos 22 questionamentos do deputado cassado, preso em Curitiba.
Compartilhe
Previous Procuradoria diz a Moro que vai apelar por pena maior a Lula
Next Bancos travam crédito do BNDES à pequena empresa por risco de calote

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Tempo mínimo de contribuição para a Previdência fica em 25 anos, decide comissão

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) rejeitou, por 22 votos a 14, destaque do PCdoB para retirar da proposta o tempo mínimo de contribuição de 25 anos.

Economia

Hora de sacar: trabalhadores já podem retirar abono do PIS/Pasep 2017

Começa nesta quinta-feira (26/7) o pagamento do abono salarial referente ao ano base 2017. O valor estimado do montante destinado aos trabalhadores é de R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões.

Notícias

Após falar em ‘pacto de sangue’, PT suspende Palocci

O Diretório Nacional do PT decidiu nesta sexta-feira suspender por 60 dias o ex-ministro Antonio Palocci das atividades partidárias. O motivo é o depoimento de Palocci ao juiz Sérgio Moro