Léo Prates e Cacá Leão se unem para reformar prédio da Câmara Municipal de Salvador

Léo Prates e Cacá Leão se unem para reformar prédio da Câmara Municipal de Salvador

Considerado um dos mais importantes exemplares da arquitetura civil colonial brasileira, o prédio da Câmara Municipal de Salvador, na Praça Municipal, vai ser recuperado. A Casa conta ainda com instalações elétricas antigas e carece de intervenções diversas. Em entrevista exclusiva ao Informe Baiano, o presidente da CMS, vereador Léo Prates (DEM), anunciou que o deputado federal Cacá Leão (PP) vai colocar no Orçamento Geral da União, no final deste ano, através da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), uma verba de R$8 milhões. A obra vai ser coordenada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), pois o imóvel é tombado.

“É um prédio histórico e nós apelados ao deputado Cacá Leão. Ele me ligou dando essa notícia. Eu quero de público agradecer ao deputado federal Cacá Leão, que mostra sua sensibilidade com o patrimônio histórico de nossa cidade e com a Câmara Municipal de Salvador. E dizer a ele, que ele conte com nosso trabalho para ajudar o Brasil no que for preciso. Conservar o patrimônio histórico é conservar a cidade, a memória da cidade. Esse é um prédio belíssimo que me emociona bastante dar a todos os leitores do Informe Baiano essa notícia”, comemorou.

Segundo Léo, a previsão é que a obra seja iniciada até o final do ano de 2018.

“Agora nós temos que vencer a burocracia e começar uma luta política na Casa Civil. Depois da liberação (dos recursos) o IPHAN deve licitar a recuperação. Eu acredito que até novembro ou dezembro do próximo ano eu devo estar saindo daqui deixando essa importante obra para o próximo presidente tocar”, finalizou.

História

1549 – Construção da primeira Câmara de Salvador. Edificada a maneira dos índios com paredes de taipa e telhado de palha. Recebeu o título de Casa de Audiência e Câmara.

1551 – Reconstrução da Câmara feita de pedra e cal, coberta por telhas. Esta segunda construção recebeu a denominação típica portuguesa de Casa da Cadeia e Câmara. Ao longo dos anos e das necessidades que surgiam, acrescentaram-se novas dependências.

1660 – O Governador Geral do Brasil, Francisco Barreto de Menezes, ordena a construção de uma nova Casa da Câmara.

1696 – É reformada pelo governador D. João de Lencastro, que mandou construir a torre abobadada, com sino fundido em 1615, além de nova sala de audiência e novas salas de segredo.

1795 – O governador D. Fernando José de Portugal – Marquês de Aguiar, autorizou reforma quando foi construída a cadeia, enfermaria e a cisterna.

1888 – Em 1885, foi encomendado um projeto ao arquiteto baiano Francisco de Azevedo Monteiro Caminhoá para a realização de nova reforma do Paço, que ganha nova fachada, recoberta de decoração renascentista e gradis de ferro entre as arcadas. A antiga torre é substituída por torreão e o sino por relógio elétrico de quatro mostradores iluminados.

1894 – Na administração do presidente Freire Filho, completou-se a instalação de mármore do vestíbulo e corrimões da escada de acesso à sala da assembléia. Além disso, foram assentando degraus, também de mármore branco, na descida para o pátio interno.

1970 – Por determinação do então prefeito Antonio Carlos Magalhães, a fachada externa é restaurada e retorna ao seu estilo original colonial. Nessa época, a prefeitura também funcionava no Paço.

1998 – O presidente da Câmara, vereador Gilberto José, promove a restauração do Plenário Cosme de Farias.

2001 – São realizadas novas reformas no Paço e instalado o Memorial, que passa a ocupar o andar térreo da ala sul do prédio.

2006 – Restauração e resgate das pinturas murais do Salão Nobre da Presidência na administração do vereador Valdenor Cardoso.

2010 – Requalificação da Expografia do Memorial na administração do vereador Alan Sanches.

2013 – Inclusão de peças expográficas para a “Valorização do Paço como Monumento Histórico” e requalificação de painel expositivo permanente.

2015 – Restauros realizados dos móveis, urna e maquetes;

2016 – Restauro de 25 telas e obras de conservação e restauro do Paço Municipal (Salão Nobre, Plenário, telhado e fachada).(Informe Baiano).

Compartilhe
Previous Ouvidoria e SineBahia promovem capacitação para atendimento de surdos
Next Lula perde dois pedidos de habeas corpus na Justiça Federal

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

CCJ da Câmara deve discutir hoje PEC das Diretas

A Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) da Câmara deve se reunir (13) hoje para discutir a proposta de emenda à Constituição que prevê a convocação de eleições diretas,

Política

Unificação das Polícias Civil e Militar é criticada em debate na Assembleia Legislativa

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 430/2009) que tramita no Congresso Nacional e prevê a unificação das policias Militar e Civil no Brasil foi criticada nesta sexta-feira (7), em

Política

Após protesto, idade para aposentadoria de policiais deve cair para 55

Após protesto de policiais civis na tarde desta terça-feira (18/4) em frente ao Congresso Nacional, o relator da proposta de reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), disse que vai reduzir