Tráfico de drogas é responsável por 70% dos homicídios em Feira, diz delegado

Tráfico de drogas é responsável por 70% dos homicídios em Feira, diz delegado

O mês de julho iniciou com o registro de três homicídios em Feira de Santana.  No sábado (01) o primeiro crime vitimou o vigilante Robson Batista da Silva, no bairro Parque Ipê.
O segundo homicídio registrado foi o de Romário Santos da Silva, de 23 anos, no bairro Mangabeira.
O terceiro caso ocorreu na manhã de ontem (3) no conjunto Feira X.  Um jovem identificado como Willian dos Santos, 18 anos, foi assassinado com vários tiros. O local onde ocorreu o crime também é conhecido como Vila Verde.
De acordo com o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios, o tráfico de drogas é o principal indicador dessas mortes.  Coutinho atribuiu ao tráfico até 70% dos homicídios na cidade.
“Esses crimes sempre estão ligado em dívidas ou vingança e quando a polícia intensifica as ações em um bairro, eles migram para outros locais, porém já estamos trabalhando para combater a criminalidade”, disse. (DeOlhonaCidade)
Compartilhe
Previous Senado define hoje calendário de votação da reforma trabalhista
Next Barco naufraga e pescador morre afogado em Ilhéus

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Municípios

Lauro de Freitas prorroga Refis com desconto de 90% nos juros e multas

A Prefeitura de Lauro de Freitas prorrogou o prazo para os contribuintes quitarem suas dívidas tributárias com isenção ou redução de juros e multas por meio do Refis (Programa de

Entretenimento

É HOJE: Concurso de Fantasia LGBT vai “lacrar” Carnaval em Salvador

Vai ser “lacre” e “fechação”. O 21º Concurso de Fantasia LGBT do Carnaval de Salvador, que conta com o apoio da Prefeitura, por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), vai

Cotidiano

STF recebe ação contra uso de prisão preventiva para obter delações

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso concedeu prazo de cinco dias para que a Presidência da República e a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestem sobre