Lava Jato: MPF pedirá aumento de pena para Palocci e Vaccari

Lava Jato: MPF pedirá aumento de pena para Palocci e Vaccari

A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) anunciou que vai recorrer da sentença publicada hoje (26) pelo juiz Sergio Moro, que condenou o ex-ministro Antonio Palocci a mais de 12 anos de prisão. Segundo nota emitida no fim da tarde, os procuradores já trabalham no recurso que será enviado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O MPF pedirá o aumento da pena de Palocci e do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que também foi condenado no mesmo processo. A força-tarefa também vai questionar a absolvição de Branislav Kontic, assistente do ex-ministro, e o benefício concedido por Moro ao ex-diretor da Petrobras Renato Duque que, segundo a sentença, poderá sair da prisão após cinco anos de reclusão.

A nota publicada pela Lava Jato, no entanto, destacou a importância da condenação que, para os promotores, demonstra a “possibilidade de se conjugar eficiência e agilidade da prestação jurisdicional com a garantia de todos os direitos do acusado”. A força-tarefa também ressaltou o compromisso de “trazer à Justiça a todos os investigados por corrupção cuja responsabilidade seja demonstrada, independentemente de partido ou ideologia”.

Compartilhe
Previous Com medo da Reforma, mais 8 mil professores pedem aposentadoria
Next Petrobras gasta cerca de US$ 6 bilhões a mais com juros que concorrentes

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

União cobra R$ 65 milhões de novos senadores

Pelo menos 12 dos 54 senadores eleitos ou reeleitos devem, juntos, cerca de R$ 65 milhões à União. Segundo dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) levantados pelo Estado, os

Política 0 comentários

Governo deve liberar R$ 7 bi para o Congresso

A um dia do fim do ano, o governo tenta agradar a sua base aliada no Congresso e vai anunciar a liberação de emendas parlamentares. Interlocutores do presidente Michel Temer disseram

Política

PSC não considera apoiar outro candidato ao Planalto, diz Pastor Everaldo

O presidente do PSC, Pastor Everaldo, afirmou que seu partido não considera apoiar outro candidato ao Palácio do Planalto e que qualquer discussão para uma composição levará em conta ideias