Rocha Loures disse que ia pegar ‘mala de um amigo’ na pizzaria, conta taxista

Rocha Loures disse que ia pegar ‘mala de um amigo’ na pizzaria, conta taxista

O taxista Daniel Rosa Pile, que transportou o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), em São Paulo, em 28 de abril, contou à Polícia Federal que o ex-assessor especial do presidente Michel Temer (PMDB) relatou ter ido à pizzaria pegar ‘a mala de um amigo’. Naquela noite, Rocha Loures foi filmado pela PF saindo apressado do estacionamento de uma pizzaria nos Jardins, carregando uma mala preta com R$ 500 mil em dinheiro vivo da JBS.

Rocha Loures está preso desde 3 de junho por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-deputado é investigado na Operação Patmos, desdobramento da Lava Jato.

As imagens mostram Rocha Loures desconfiado, olhando para os lados, em direção a um táxi que o aguardava na Rua Pamplona, com o porta-malas aberto. O taxista que pegou a corrida naquele dia narrou que o ex-deputado entrou no carro em direção ao Aeroporto de Congonhas, mas pediu para fazer duas paradas no caminho.

“O cliente não trazia consigo nenhuma mala quando iniciou a corrida; que depois que a corrida se iniciou houve uma primeira parada em uma Pizzaria na Rua Pamplona; que recorda-se de o cliente ter dito que teria que parar na pizzaria para pegar ‘a mala de um amigo’; que o cliente estava com pressa porque precisava ir para o aeroporto”, contou o taxista.

Segundo o motorista, Rocha Loures desceu do táxi nas proximidades da pizzaria e ‘retornou com uma mala de viagem’, que foi ‘colocada no porta-malas do táxi pelo próprio cliente’.

“Na sequência, o cliente pediu para ir a um segundo endereço para buscar sua própria mala de viagem”, narrou. “Nesta segunda parada, o cliente pegou a mala que estava no porta-malas, entrou no prédio e pediu para o declarante (taxista) esperar; que depois de alguns minutos, o cliente retornou do prédio com outra mala e a colocou no porta-malas; que na sequência foram rumo ao Aeroporto de Congonhas onde o cliente foi desembarcado.”

O taxista disse à PF não sabia que o cliente era Rodrigo Rocha Loures. A PF mostrou uma foto de Rocha Loures, que foi reconhecido ‘como o cliente daquela noite’.

“Não notou nervosismo no cliente, além da pressa em razão do horário do voo”, relatou.

Compartilhe
Previous Acompanhe ao vivo: STF discute nesta quarta se Fachin será relator da delação da JBS
Next AGU pede ao TCU bloqueio total dos bens da JBS

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Líder do PSDB na Câmara defende investigação de Temer

Um dos principais defensores do desembarque do PSDB do governo, o líder tucano na Câmara, Ricardo Tripoli (SP) afirma que, diante dos fatos que envolvem a denúncia contra o presidente

Política 0 comentários

Câmara envia MP que flexibiliza transmissão de ‘A Voz do Brasil’ ao Senado

A Câmara dos Deputados concluiu na noite desta quarta-feira, 9, a votação da medida provisória (MP) que permite a flexibilização em definitivo da transmissão da A Voz do Brasil. Pela

Política

Gilmar Mendes manda soltar ex-braço direito de Eike Batista

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quarta-feira, 5, a prisão preventiva de Flávio Godinho, ex-vice-presidente de futebol do Flamengo que foi alto executivo do grupo