“Vou ser um novo rapaz”, diz adolescente que teve a testa tatuada

“Vou ser um novo rapaz”, diz adolescente que teve a testa tatuada

O rapaz que teve a frase “eu sou ladrão e vacilão” tatuada na testa após ser acusado de furto, em São Paulo, está internado em uma clínica de reabilitação, pois é viciado em drogas. Neste domingo (18/6), o Fantástico exibiu um vídeo no qual ele manda uma breve mensagem:

“Eu vou ser um novo rapaz. Vou me tratar e sair limpo e forte”, disse o adolescente em um vídeo feito pela família.

O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e seu vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, foram presos, no dia 9/6, em São Bernardo do Campo (SP), depois de fazerem a tatuagem na testa do garoto de 17 anos.

A polícia deteve os dois homens em flagrante pelo crime de tortura. Eles contaram aos investigadores que o jovem tentou roubar uma bicicleta e que a “marca” foi feita porque eles ficaram revoltados com a situação.

Uma ONG fez vaquinha para arrecadar recursos para que a tatuagem seja removida. O dinheiro das doações também vai custear a internação na clínica. O garoto acusado de furto tem problemas com drogas e mora com a mãe e o tio, que estão desempregados, em uma situação precária.

Compartilhe
Previous Atropelamento em Londres deixa um morto e dez feridos
Next Candidatos têm até hoje para se inscrever em lista de espera do Sisu

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Sessão especial debate assistência estudantil nas universidades baianas

O Dia Internacional da Juventude será comemorado na Assembleia Legislativa da Bahia por meio de uma sessão especial com o tema “Assistência e Permanência Estudantil”, na próxima quinta-feira (10), as

Notícias

No Nordeste, Lula diz que ‘governo golpista vai ser derrubado no voto’

Em franca campanha eleitoral para 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta (1º) em Picos (PI) que a população “não pode permitir que esse país continue

Notícias

Salvador: Vandalismo em lixeiras gera prejuízo mensal de R$ 15 mil ao município

Cerca de 70 coletores de lixo precisam ser repostos todo mês em Salvador por conta de ações de vandalismo ou furtos. A depredação contra os equipamentos que pertencem ao patrimônio