Corruptos podem ser excomungados da igreja católica, diz Vaticano

Corruptos podem ser excomungados da igreja católica, diz Vaticano

Em anúncio feito neste sábado (17/6), o Vaticano informou que estuda a possibilidade de excomunhão de católicos que integram máfias e organizações criminosas. A medida é discutida por um grupo criado para o Debate Internacional sobre a Corrupção, realizado na quinta-feira (15/6).

Cerca de 50 integrantes de grupos antimáfia e anticorrupção, bispos e outros integrantes da igreja, além de líderes de movimentos, embaixadores e jornalistas participaram do encontro. Segundo a nota divulgada pelo Vaticano, o Cardeal Peter Turkson explicou que o objetivo da reunião é evitar que as pessoas “pisem, neguem e perturbem a dignidade das outras”.

O documento diz ainda que é preciso “aumentar a conscientização e identificar passos concretos que podem ajudar com as políticas e leis que impedem qualquer tipo de corrupção, porque a corrupção é como um verme que se infiltra nos processos de desenvolvimento para os países pobres ou em países ricos, que estraga a relação entre as instituições e entre as pessoas”.

Com base nesse posicionamento, o grupo está produzindo um texto que vai orientar os trabalhos e as iniciativas futuras da igreja. A tendência é que sejam favoráveis à excomunhão dos envolvidos nos crimes de corrupção e máfia, ou seja, essas pessoas seriam expulsas da religião.

Compartilhe
Previous PF apreende recibos de off-shore com coronel amigo de Temer
Next Bahia é oficializada como a próxima sede do Virtual Educa

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Justiça mantém prisão preventiva de ex-presidente da Petrobras

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre, manteve a prisão preventiva do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine. A decisão

Notícias

Rocha Loures perde plano de saúde e terá que devolver salários de deputado

O juiz federal Renato Borelli, da 20ª Vara Federal, determinou a suspensão da assistência à saúde oferecida pela Câmara dos Deputados ao ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures e a devolução

Mundo

UE exige libertação de detidos em manifestação anticorrupção na Rússia

A União Europeia (UE) reivindicou nesta segunda-feira (27) a libertação “sem demora” dos manifestantes “pacíficos” que foram detidos no protesto anticorrupção deste fim de semana na Rússia, entre eles o