Corruptos podem ser excomungados da igreja católica, diz Vaticano

Corruptos podem ser excomungados da igreja católica, diz Vaticano

Em anúncio feito neste sábado (17/6), o Vaticano informou que estuda a possibilidade de excomunhão de católicos que integram máfias e organizações criminosas. A medida é discutida por um grupo criado para o Debate Internacional sobre a Corrupção, realizado na quinta-feira (15/6).

Cerca de 50 integrantes de grupos antimáfia e anticorrupção, bispos e outros integrantes da igreja, além de líderes de movimentos, embaixadores e jornalistas participaram do encontro. Segundo a nota divulgada pelo Vaticano, o Cardeal Peter Turkson explicou que o objetivo da reunião é evitar que as pessoas “pisem, neguem e perturbem a dignidade das outras”.

O documento diz ainda que é preciso “aumentar a conscientização e identificar passos concretos que podem ajudar com as políticas e leis que impedem qualquer tipo de corrupção, porque a corrupção é como um verme que se infiltra nos processos de desenvolvimento para os países pobres ou em países ricos, que estraga a relação entre as instituições e entre as pessoas”.

Com base nesse posicionamento, o grupo está produzindo um texto que vai orientar os trabalhos e as iniciativas futuras da igreja. A tendência é que sejam favoráveis à excomunhão dos envolvidos nos crimes de corrupção e máfia, ou seja, essas pessoas seriam expulsas da religião.

Compartilhe
Previous PF apreende recibos de off-shore com coronel amigo de Temer
Next Bahia é oficializada como a próxima sede do Virtual Educa

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Sisu oferece 57 mil vagas. Inscrições começam dia 12 de junho

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ofertar 57.271 vagas em 68 instituições públicas de ensino superior, segundo o Ministério da Educação (MEC). As inscrições poderão ser feitas entre 12

Notícias

General acusa Temer de fazer balcão de negócios e elogia Bolsonaro

O general da ativa Antônio Hamilton Martins Mourão afirmou que o presidente da República, Michel Temer, faz do governo um balcão de negócios para manter-se no poder e elogiou a

Política

PF aponta lavagem de R$ 6,3 mi em fazendas de Geddel

A Polícia Federal abriu mais uma frente de investigação sobre lavagem de dinheiro contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). Desta vez, os investigadores veem indícios de lavagem de dinheiro