Homem que roubou banco para fugir da esposa vai para prisão domiciliar

Homem que roubou banco para fugir da esposa vai para prisão domiciliar

O americano Lawrence John Ripple, 71 anos, foi condenado a prisão domiciliar por roubar um banco em setembro de 2016, no entanto, o idoso, quando cometeu o crime, assumiu que desejava ser preso para ficar longe da esposa.

Ripple entrou no Bank of Labor e entregou um bilhete à atendente que dizia: “Tenho uma arma, me dê o dinheiro”. A funcionária entregou US$ 2.924 (cerca de R$ 9,6 mil), em seguida, ele sentou para esperar a polícia. No tribunal, a defesa de Ripple alegou que, na ocasião, ele estava com depressão em decorrência de problemas cardíacos.

Na última terça-feira (13/6), o juiz Carlos Murguia condenou o marido fujão a seis meses de prisão domiciliar. Além disso, Ripple ficará três anos em regime condicional, prestará 50 horas de trabalho comunitário e vai pagar US$ 227,27 (cerca de R$ 745) ao banco.

Durante o julgamento Ripple afirmou que está fazendo tratamento para depressão. Acompanhado da esposa, ele ainda pediu desculpas ao banco e à bancária.

Compartilhe
Previous Impressionante: homem cai de speedfly na Pedra Bonita e está em estado grave; assista
Next Trump questiona por que Hillary não é investigada

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Codecon visita feiras e supermercados durante “Operação Vatapá”

Com a chegada da Semana Santa, agentes da Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon) realizaram, na manhã desta terça-feira (06), uma vistoria na Feira de São

Política

Justiça bloqueia R$ 800 milhões de Joesley Batista

A 5.ª Vara Federal Cível em São Paulo determinou, por meio de liminar, o bloqueio de R$ 800 milhões das contas de Joesley Batista, um dos donos da empresa JBS,

Política

“Falta qualidade intelectual e moral a Aécio”, diz tio do tucano

O desembargador aposentado Lauro Pacheco de Medeiros Filho, pai de Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), afirmou que “falta qualidade moral e intelectual”