Trump vai à Suprema Corte em meio à polêmica do decreto anti-imigração

Trump vai à Suprema Corte em meio à polêmica do decreto anti-imigração

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fará sua primeira visita à Suprema Corte do país em um momento de grande tensão, já que os magistrados estão analisando o que fazer com o bloqueio impostos pelo presidente aos viajantes de seis países, principalmente muçulmanos. A previsão é de que a visita seja às 15 horas (horário de Brasília).

Apesar da tensão, o motivo da visita nesta quinta-feira (15/6) é para participar da cerimônia de ascensão de Neil Gorsuch à corte. Trump não tem papel no evento, mas os presidentes costumam participar das posses.

Enquanto a disputa sobre o decreto anti-imigração e outros pontos de discórdia complicaram os primeiros meses do governo Trump, a escolha de Gorsuch para à Suprema Corte ganhou elogios generalizados da comunidade jurídica, assim como apoio unânime dos Republicanos no Senado.

Um juiz federal bloqueou pela primeira fez o decreto anti-imigração de Trump no início de fevereiro. O presidente lançou uma versão revisada em março. Desde então, o projeto nunca entrou em vigor após os juízes em Maryland e Havaí colocá-lo em espera. O governo insiste em demandar à Suprema Corte que o bloqueio seja imposto imediatamente.

 

Compartilhe
Previous Homem é picado por cobra e morde esposa para não morrer sozinho
Next Justiça espanhola diz que Ricardo Teixeira pediu conselho para fugir

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Sem consenso, Câmara discute reforma do Código de Processo Penal

Aprovada no Senado em 2010, a reforma do Código de Processo Penal voltou à discussão na Câmara dos Deputados e pode ser votada na comissão especial ainda este semestre. Nesta

Política

Fachin retira de Moro processos sobre Lula e Odebrecht

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), tirou do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, três casos contra o ex-presidente

Notícias

Bolsonaro diz ser vítima de campanha para destruir sua reputação

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus filhos que exercem mandato se manifestaram em redes sociais, nesta segunda-feira (8/1), sobre reportagens relativas à multiplicação do patrimônio da família e ao