Temer: decisão do TSE foi tomada de modo independente e a Justiça prevaleceu

Temer: decisão do TSE foi tomada de modo independente e a Justiça prevaleceu

O presidente Michel Temer disse que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de não cassar a chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, foi tomada “de modo independente”, após um debate onde, de forma “plena e absoluta”, prevaleceu “a Justiça”. Por meio do Porta-Voz da Presidência, Alexandre Parola, Temer disse que acatará a deliberação da Corte Eleitoral com “sobriedade, humildade e respeito”.

Em pronunciamento à imprensa, Parola disse que o resultado do julgamento é um “sinal” de que as instituições brasileiras “continuam a garantir o bom funcionamento da democracia brasileira”. Ainda de acordo com o porta-voz, o Palácio do Planalto seguirá trabalhando em parceria com o Congresso Nacional para que o país “retorne ao caminho do desenvolvimento e do crescimento”.

“Houve amplo debate e prevaleceu a Justiça, de forma plena e absoluta. O Judiciário se manifestou de modo independente. Cada um de nós acatará com sobriedade, humildade e respeito a decisão do TSE”, disse Parola.

Na noite desta sexta-feira (9), após quatro dias de julgamento, a maioria dos ministros da Corte Eleitoral votou contra a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições de 2014, pelas acusações de abuso de poder político e econômico. O placar da votação ficou em 4 a 3. O voto de desempate foi proferido pelo presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes.

Compartilhe
Previous Defesa de Dilma diz que resultado no TSE reconheceu soberania do voto
Next Moody's vê aumento no risco de futuros processos e rebaixa nota da JBS

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias 0 comentários

Campanha visa reforçar estoques de sangue antes do Carnaval

Reforçar os estoques de sangue para garantir o atendimento durante o Carnaval. Com esse objetivo, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) lançou nesta segunda-feira (6), na unidade

Política

Não há como tirar R$ 3 bilhões para financiar campanha, diz Maia

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira, 21, que com a atual situação fiscal do Brasil e a necessidade de se cortar gastos públicos, será difícil

Política

Deputados comentam decisão do STF sobre acabar direito de greve dos servidores policiais; assista

Em conversa com o Classe Política nesta quarta-feira(05), o Presidente da Comissão de Direitos Humanos na Assembleia Legislativa e Segurança Pública, Marcelino galo(PT), e o vice-presidente, Soldado Prisco (PSDB), comentaram a