Rosa Weber levará ao plenário do STF ação contra MP que beneficiou Moreira Franco

Rosa Weber levará ao plenário do STF ação contra MP que beneficiou Moreira Franco

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu levar ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) a ação proposta pela Rede que pede para que seja suspensa a medida provisória que recriou a Secretaria-Geral da Presidência da República e garantiu a prerrogativa de foro ao ministro Moreira Franco.

O julgamento deve ser marcado após as partes se manifestarem sobre o caso. A ministra deu cinco dias para a Presidência da República, a Câmara e o Senado prestarem informações. Depois disso, a Advocacia Geral da União e a Procuradoria-Geral da República precisam se manifestar em três dias.

Na Ação Indireta de Inconstitucionalidade protocolada na quinta-feira passada, a Rede alega que o Executivo não poderia reeditar a medida, já que a MP 768 – que trata do mesmo tema – perdeu a validade e não foi votada no Congresso. Segundo a Rede, a MP serve apenas para manter o foro privilegiado do aliado do presidente Michel Temer, uma vez que Moreira é alvo da Operação Lava Jato. A ação apresentada no STF afirma ainda que é preciso evitar que a edição de medidas provisórias se tornem ferramentas constantes para burlar decisões do Congresso.

 

Compartilhe
Previous Fachin afasta tese de ilegalidade do áudio Joesley-Temer
Next TSE começa nesta terça-feira julgamento que pode cassar Temer

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

“Rui e Wagner são irmãos siameses”, aponta Azi sobre escândalo da Arena Fonte Nova

“As declarações da Polícia Federal são muito incisivas. Dizem até que tem provas sobre corrupção, caixa 2, lavagem de dinheiro. Na verdade, Rui Costa e Wagner são irmãos siameses”, apontou

Notícias

Conselho de Ética do Senado adia processo disciplinar contra Lindbergh

O Conselho de Ética do Senado adiou em pelo menos uma semana o início do processo disciplinar contra o líder do PT na Casa, Lindbergh Farias (RJ). O presidente do

Cotidiano

Emílio Alves deixa a Odebrecht após 20 anos na administração

Quando chegar nesta sexta-feira (27/4), à Avenida Paralela em Salvador, onde fica o escritório da Odebrecht na capital baiana, o empresário Emílio Alves Odebrecht iniciará uma mudança histórica no conglomerado