Senadora Gleisi Hoffmann é eleita presidente do PT pelos próximos dois anos

Senadora Gleisi Hoffmann é eleita presidente do PT pelos próximos dois anos

O PT elegeu hoje (3) a senadora Gleisi Hoffmann (PR) para presidir o partido pelos próximos dois anos. Gleisi obteve 367 dos 593 votos. A eleição foi realizada no 6° Congresso Nacional do partido com a participação de delegados de todo o país.

Gleisi concorreu com o também senador Lindbergh Faria (RJ) que ficou com 226 votos e com o militante José de Oliveira que não obteve votos. A eleita substitui Rui Falcão no comando do partido.

Em discurso após o anúncio do resultado da votação, Gleisi disse que assume uma grande responsabilidade à frente da sigla e que as adversidades dão mais força ao PT.

“Vamos estar juntos nessa caminhada pela unidade e pela força do PT. Esse congresso mostrou que as adversidades não vão nos deixar parados no caminho, pelo contrário, temos garra para enfrentar tudo que esta aí e para propror coisas boas ao Brasil”, disse

A candidatura da senadora pela Corrente Construindo um Novo Brasil teve o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que participou ontem (2) da abertura do congresso e acompanhou o discurso de vitória de Gleisi.

 

Compartilhe
Previous Acordo faz prefeitura de Camaçari economizar R$ 1,5 milhão
Next PEC do fim do foro privilegiado divide deputados antes mesmo de chegar à Câmara

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Janot é flagrado com advogado de Joesley em bar de Brasília

O site O Antagonista publicou na madrugada deste domingo uma foto que mostra o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, em um bar de Brasília na companhia de Pierpaolo Bottini, advogado

Municípios

Cândido Sales: Empresário é assassinado em via pública

Um empresário foi assassinado em via pública na cidade de Cândido Sales, município da região de Vitória da Conquista, na noite de ontem (terça-feira). As primeiras informações dão conta de

Mundo

FMI rebaixa perspectivas de crescimento dos EUA

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou hoje, em Kuala Lumpur, que rebaixou as perspectivas de crescimento econômico dos Estados Unidos porque prevê que a política fiscal “não será tão expansiva”