Defesa de Temer diz que Janot age com “nítido viés político”

Defesa de Temer diz que Janot age com “nítido viés político”

O criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira declarou neste sábado (3/6) que o procurador-geral da República Rodrigo Janot age movido por “nítido viés politico”. Mariz ficou indignado com afirmação do chefe do Ministério Público Federal de que o ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, é “um verdadeiro longa manus de Temer”, ou seja, executor de crime ordenado pelo presidente.

“Dizer que o Sr. Rocha Loures é longa manus do presidente constitui mais uma assertiva do procurador-geral desprovida de qualquer apoio nos fatos e, portanto, é uma afirmação fruto do seu desejo de pura e simplesmente acusar o presidente da República dentro de um quadro meramente ficcional”, declarou Mariz.

Compartilhe
Previous PEC do fim do foro privilegiado divide deputados antes mesmo de chegar à Câmara
Next Miss cai de prédio e morre ao tentar tirar foto pela janela

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Economia

Expectativa é que Previdência seja votada no Congresso em outubro, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira, 11, em sua conta no Twitter que as discussões sobre a reforma da Previdência foram retomadas. “A expectativa é que a

Notícias

Procurador diz não ver razões para pedir prisão de Lula

O procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum, que vai defender o aumento da pena de Lula durante julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, afirmou nesta quinta-feira, por

Política 0 comentários

Projeto de lei dá folga de até três dias a mulheres em período menstrual

Um projeto de lei quer autorizar que as mulheres faltem em até três dias o trabalho no período do mês em que estiverem menstruadas. O projeto foi protocolado em dezembro,