“Esta é a reforma mais cruel da história do Brasil”, diz Alice em manifestação sobre a reforma da Previdência

“Esta é a reforma mais cruel da história do Brasil”, diz Alice em manifestação sobre a reforma da Previdência

A líder do PCdoB na Câmara, deputada Alice Portugal, participa das manifestações em Salvador (BA), nesta sexta-feira (28), dia de greve geral no Brasil. Ela condenou as reformas ultraliberais do governo golpista e reiterou seu compromisso em barrar estes retrocessos no Congresso.

“Com esta greve pujante, vamos derrotar a Reforma Trabalhista no Senado, uma reforma que retira direitos dos trabalhadores, precariza as relações de trabalho, para prevalecer o negociado sobre o legislado. Com esta greve de hoje, vamos inibir a votação da Reforma da Previdência na Câmara, a reforma mais cruel da história do Brasil, onde as pensionistas irão receber a metade da sua pensão, o trabalhador terá que se aposentar para a morte, pois a nossa expectativa de vida não é tão alta no Brasil. As mulheres são as mais prejudicadas, o relator abaixou a idade mínima para 62 anos de idade para as mulheres, mas manteve a exigência dos 25 anos de contribuição. As professoras se aposentarão com a mesma idade dos professores (60 anos). É uma reforma cruel e absurda e não dá para acreditar que quem a redigiu tenha nascido no ventre de uma mulher, deve ter sido parido em chocadeira”, disse Alice na manifestação.

Compartilhe
Previous Figurinista assediada por José Mayer desiste de registrar queixa contra o ator
Next Salvador: Prefeitura funciona normalmente apesar de greve organizada por sindicatos

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Moro manda excluir fonte de blogueiro que divulgou operação contra Lula

O juiz federal Sérgio Moro determinou nesta quinta-feira que seja excluído do processo que investiga o blogueiro Eduardo Guimarães, responsável pelo Blog da Cidadania, “qualquer elemento probatório relativo à identificação

Política

STF julga nesta terça pedido de liberdade de José Dirceu

Após cancelar o julgamento de pedido da defesa do ex-presidente Lula, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) analisa nesta terça-feira (26/6) requerimento apresentado por outro petista: o ex-ministro

Notícias

Após escravidão, tucanos pede para Luislinda silenciar se quiser ficar no cargo

O governo empurrou para o PSDB a decisão de manter ou não a ministra Luislinda Valois no cargo depois de ela ter protocolado documento no qual diz que faz trabalho