“Esta é a reforma mais cruel da história do Brasil”, diz Alice em manifestação sobre a reforma da Previdência

“Esta é a reforma mais cruel da história do Brasil”, diz Alice em manifestação sobre a reforma da Previdência

A líder do PCdoB na Câmara, deputada Alice Portugal, participa das manifestações em Salvador (BA), nesta sexta-feira (28), dia de greve geral no Brasil. Ela condenou as reformas ultraliberais do governo golpista e reiterou seu compromisso em barrar estes retrocessos no Congresso.

“Com esta greve pujante, vamos derrotar a Reforma Trabalhista no Senado, uma reforma que retira direitos dos trabalhadores, precariza as relações de trabalho, para prevalecer o negociado sobre o legislado. Com esta greve de hoje, vamos inibir a votação da Reforma da Previdência na Câmara, a reforma mais cruel da história do Brasil, onde as pensionistas irão receber a metade da sua pensão, o trabalhador terá que se aposentar para a morte, pois a nossa expectativa de vida não é tão alta no Brasil. As mulheres são as mais prejudicadas, o relator abaixou a idade mínima para 62 anos de idade para as mulheres, mas manteve a exigência dos 25 anos de contribuição. As professoras se aposentarão com a mesma idade dos professores (60 anos). É uma reforma cruel e absurda e não dá para acreditar que quem a redigiu tenha nascido no ventre de uma mulher, deve ter sido parido em chocadeira”, disse Alice na manifestação.

Compartilhe
Previous Figurinista assediada por José Mayer desiste de registrar queixa contra o ator
Next Salvador: Prefeitura funciona normalmente apesar de greve organizada por sindicatos

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política 0 comentários

Estados querem mais R$ 178 bilhões da União

Os Estados cobram uma posição mais “assertiva” da União por uma ajuda de curto prazo com o objetivo de equilibrar suas Previdências. Uma das sugestões é a realização de aporte

Política

Padilha: governo pode ter na 2ª denúncia até 10 votos a mais do que na 1ª

Na véspera da votação da denúncia por organização criminosa e obstrução da Justiça contra o presidente Michel Temer, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que também é denunciado na

Notícias

Raquel Dodge encaminha à CCJ nota contra PEC que dá autonomia à PF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, encaminhou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados nota contra a PEC 412, de 2009, que prevê autonomia e independência