Vettel desbanca Mercedes na Austrália, e Ferrari volta a vencer

Vettel desbanca Mercedes na Austrália, e Ferrari volta a vencer

Sebastian Vettel comprovou as previsões e logo na primeira etapa da Fórmula-1 em 2017 mostrou que a Ferrari está mesmo pronta para tentar acabar com a hegemonia da Mercedes. No GP da Austrália deste domingo, o alemão largou em segundo, mas viu a equipe traçar uma boa estratégia que lhe deu a vitória e a liderança do Mundial de Pilotos neste começo de temporada.

Vettel saiu logo atrás do inglês Lewis Hamilton neste domingo, mas uma parada do piloto da Mercedes no início deu a ponta ao alemão, que não mais a perderia, terminando a corrida em 1h24min11s672. Ao cruzar a linha de chegada na frente, ele encerrou um longo jejum da Ferrari, que não vencia na categoria desde setembro de 2015, quando o próprio Vettel triunfou em Cingapura.

Mais rápido nos testes de pré-temporada, o alemão chegou a ser apontado até por Hamilton como favorito para o título em 2017, mas viu justamente o inglês ser mais rápido nos treinos livres e de classificação em Melbourne. No que depender desta primeira amostra, a briga entre os dois promete ser boa pelo restante do calendário.

Para Hamilton, restou a decepção de mais uma vez ter largado na pole e terminado em segundo na Austrália, como no ano passado, quando viu seu então companheiro de Mercedes Nico Rosberg cruzar na primeira colocação. O inglês deixou a briga pela vitória logo após o pit stop no início e chegou quase 10 segundos atrás de Vettel.

Atrás dos primeiros colocados, outros dois pilotos de Ferrari e Mercedes, mas em ordem invertida. Em sua primeira prova pela Mercedes, substituindo o atual campeão Rosberg, Valtteri Bottas terminou em terceiro e subiu ao pódio, seguido de Kimi Raikkonen.

A quinta colocação ficou com o holandês Max Verstappen, da Red Bull, seguido do brasileiro Felipe Massa. Apesar dos problemas elétricos enfrentados na sexta-feira, o piloto da Williams conseguiu um ótimo resultado e iniciou a temporada somando pontos valiosos. Sergio Perez, em sétimo, Carlos Sainz Jr., oitavo, Daniil Kvyat, nono, e Esteban Ocon, décimo, também pontuaram.

A prova

A expectativa estava toda na primeira fila da largada. Depois da mudança nas regras da Fórmula 1, para deixar os carros mais velozes e tentar acabar com a hegemonia da Mercedes, teve início uma certa rivalidade entre Hamilton e Vettel, com um lançando a responsabilidade de ser o favorito da temporada para o outro.

Por isso, quando Hamilton largou na pole e conseguiu manter a primeira colocação, parecia que o início desta temporada seria como as últimas, com a Mercedes em vantagem. Felipe Massa também saiu bem, deixou a sétima colocação e ultrapassou Romain Grosjean para assumir a sexta, que não mais perderia.

A largada também mostrou que o fim de semana não era mesmo de Daniel Ricciardo. Apesar do apoio da torcida da casa, o australiano da Red Bull enfrentou problemas com seu carro, precisou ir para os boxes antes mesmo do início e só conseguiu sair à pista na terceira volta. Posteriormente, na 29.ª, abandonaria a disputa graças a falhas no motor.

As primeiras voltas da corrida tiveram pouca emoção, mas na 18.ª, Hamilton foi para os boxes realizar a troca de pneus. O inglês voltou na quinta colocação e sofreu com o tráfego à sua frente, principalmente com Verstappen, que ocupava o quarto lugar e era bem mais lento.

Vettel percebeu a dificuldade do rival e decidiu manter-se na pista por mais seis voltas. Mesmo com pneus desgastados, foi o suficiente para o alemão abrir vantagem confortável sobre Hamilton, que seguia preso atrás de Verstappen. Por isso, quando voltou dos boxes na 24.ª volta, o piloto da Ferrari ocupava a terceira colocação. Daí em diante, foi só administrar a vantagem.

Além de Ricciardo, seis outros pilotos precisaram abandonar a prova desde domingo, incluindo o espanhol Fernando Alonso, mostrando que os fãs da tradicional McLaren deverão sofrer mais uma vez em 2017. Depois de iniciar bem o fim de semana e ameaçar incomodar os principais favoritos, a Haas viu seus dois pilotos, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, não completarem a prova.

Confira a classificação final do GP da Austrália:

1.º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – em 1h24min11s672

2.º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 9s975

3.º – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) – a 11s250

4.º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 22s393

5.º – Max Verstappen (HOL/Red Bull) – a 28s827

6.º – Felipe Massa (BRA/Williams) – a 83s386

7.º – Sergio Perez (MEX/Force India) – a 1 volta

8.º – Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso) – a 1 volta

9.º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – a 1 volta

10.º – Esteban Ocon (FRA/Force India) – a 1 volta

11.º – Nico Hülkenberg (ALE/Renault) – a 1 volta

12.º – Antonio Giovinazzi (ITA/Sauber) – a 2 voltas

13.º – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) – a 2 voltas

Não completaram a prova:

Fernando Alonso (ESP/McLaren)

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

Romain Grosjean (FRA/Haas)

Marcus Ericsson (SUE/Sauber)

Kevin Magnussen (DIN/Haas)

Lance Stroll (CAN/Williams)

Jolyon Palmer (ING/Renault)

Compartilhe
Previous Temer libera mais emenda à base aliada do que Dilma
Next Prefeita de Caracas denuncia ataque de grupo chavista

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Esportes

Países têm até 11 de agosto para apresentar candidatura à Copa de 2026

A data de 11 de agosto deste ano foi definida como prazo final para apresentação de candidaturas à Copa do Mundo de 2026. O prazo de exatos três meses a

Esportes

Goleiro Bruno fecha com Boa Esporte por 2 anos

O goleiro Bruno Fernandes fechou acordo de dois anos com o Boa Esporte, de Varginha (MG), atual campeão brasileiro da Série C, nesta sexta-feira, duas semanas depois de deixar a

Notícias

Isaquias e Erlon disputam etapa da Copa do Mundo na Hungria

Com os medalhistas olímpicos, o ubaitabense Isaquias Queiroz  e o ubatense Erlon de Souza como destaques, a seleção brasileira de canoagem velocidade desembarcou nesta semana na cidade de Szeged, na