Odebrecht pagou treinamento empresarial para filho de Lula

Odebrecht pagou treinamento empresarial para filho de Lula

A Odebrecht teria pagado um orientador de carreira para ajudar o filho caçula do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Luís Cláudio, a aprimorar técnicas de gestão. O objetivo seria erguer a empresa Touchdown Promoções e Eventos Esportivos, que organizava um campeonato de futebol americano.

As informações foram divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo, em reportagem veiculada neste domingo (19/2), e, segundo o periódico, constam da delação premiada da empresa, que ainda está sob sigilo. O Instituto Lula disse que não comentaria o caso

e acordo com a Folha, a história foi relatada pelo ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Alexandrino Alencar. Lula foi quem pediu para que a Odebrecht bancasse o “coaching”. O evento foi promovido por Luís Cláudio entre 2012 e 2015 e reuniu aproximadamente 20 times de futebol americano.

Alexandrino seria a principal pessoa na empresa responsável por atender demandas ligadas ao ex-presidente. Outro episódio relatado pelo delator seria a reforma do sítio de Atibaia frequentado pela família Lula.

O ex-diretor também citou, como favores da empresa ao petista, a construção do estádio do Corinthians – descrita como um “presente” para o ex-presidente – e a compra de um terreno para ser a nova sede do Instituto Lula.

Compartilhe
Previous Efeito Lava Jato emperra venda de ativos de empreiteiras
Next Mulher tenta entrar no novo presídio com droga na vagina em Vitória da Conquista

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Operação de busca e apreensão da PF contra Marcelo Nilo é anulada pelo TRE

As ações de busca e apreensão da Operação Opinião, deflagrada em 13 de setembro pela Polícia Federal para investigar suposto crime de falsidade eleitoral cometido pelo deputado estadual Marcelo Nilo(PSL),

Política

Targino quer proibir excesso de sons altos nas ruas

Com o objetivo de proibir o excesso de sons altos nas ruas, o deputado estadual Targino Machado (PPS) apresentou o Projeto de Lei nº 22.188/2017, que dispõe sobre a emissão

Política

Marina critica proposta para reajuste de salários no STF

A pré-candidata da Rede a presidente da República, Marina Silva, criticou a proposta de reajuste de 16,38% no salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Na semana passada, os