Padilha defende nova fonte de financiamento para a Previdência

Padilha defende nova fonte de financiamento para a Previdência

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (15) à comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência que, mesmo se as mudanças propostas forem aprovadas, o setor vai precisar de uma nova fonte de financiamento a partir de 2026.

Segundo Padilha, novos recursos serão necessários para não “estrangular” investimentos na área social.

O ministro participou nesta quarta-feira da primeira audiência pública da comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, da reforma da Previdência. Por cerca de meia hora, Padilha fez uma apresentação da proposta aos deputados e mostrou dados sobre o déficit da previdência, ajuste fiscal e a necessidade da reforma no setor.

Após a apresentação do ministro da Casa Civil, o secretário nacional da Previdência, Marcelo Caetano, fez um pronunciamento e passou a responder perguntas dos deputados que integram a comissão.

Compartilhe
Previous CCJ aprova projeto que simplifica atos administrativos da União
Next Trump diz que solução de dois Estados não é a única para palestinos e israelense

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Para Targino Machado a insegurança pública não poupa nem mesmo os policiais

Em seu discurso na tarde desta terça-feira (3), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o deputado estadual Targino Machado (PPS) usou a tribuna para lamentar a morte de dois policiais

Notícias

Câmara aprova mudança em limites de parque nacional para passagem de ferrovia

Após a aprovação da Medida Provisória (MP) 756/16, que alterou os limites da Floresta Nacional (Flona) do Jamaxin, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou no final da noite ontem

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta