Demanda das empresas por crédito cai 2,2% em 2016, aponta Serasa

A procura das empresas por crédito caiu 2,2%, em 2016, em comparação com o ano anterior, segundo levantamento divulgado hoje (23) pela Serasa Experian. A consultoria destacou que é o pior resultado dos últimos quatro anos. Em 2015, a busca dos empreendedores por empréstimos teve retração de 1,9%.

As empresas de porte médio foram as que mais reduziram as tentativas de obter financiamento (-12%). Entre os grandes negócios, a queda na demanda por empréstimos ficou em -10,4% e entre os pequenos em -1,7%.

A indústria foi o ramo em que a demanda por crédito teve a maior retração (-5%), seguida do comércio (-3,6%) e de serviços (-0,1%).

Na Região Norte, a procura por empréstimos empresariais teve a maior queda (-5,6%). No Nordeste, a retração ficou em -2,4%, no Centro-Oeste em -2,3% e no Sudeste em -1,2%. Na Região Sul houve ligeira expansão, de 0,8%

A Serasa atribuiu a diminuição da procura por financiamentos ao aprofundamento da recessão e às elevadas taxas de juros.

Compartilhe
Previous Juízes pedem escolha de sucessor de Teori após TSE julgar chapa Dilma-Temer
Next Wagner possibilita captação de recurso para Bahia, afirma Rui Costa

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Envolvido no caso Odebrecht, controlador-geral do Equador renuncia

O controlador-geral do Estado do Equador, Carlos Pólit, apresentou nessa terça-feira (20) renúncia irrevogável ao cargo, em meio a um julgamento politico contra ele no Parlamento, por causa do escândalo

Entretenimento

Ex-ator da Globo Vítor Morosini se joga do 5º andar de um prédio

O ex-ator da Globo Vitor Morosini, que está no ar na reprise de Belíssima interpretando o personagem Isaac, filho de Safira (Cláudia Raia), se jogou do 5º andar de um

Notícias

Congresso deve votar nesta quarta-feira vetos presidenciais

O Congresso Nacional deve se reunir nesta quarta-feira (22) para analisar cinco vetos presidenciais considerados polêmicos, entre eles os apostos à minirreforma eleitoral e à lei que concede descontos às

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta